Canais de Notícia

Trabalho

Publicada em 15/10/2014

Eldorado Brasil oferece curso de viveiricultor em MS

Em parceria com o Pronatec iniciativa vai capacitar mão de obra para o mercado local.

Da Eldorado

Começam hoje as aulas do curso de viveiricultor oferecido pela Eldorado Brasil Celulose (www.eldoradobrasil.com.br) por meio do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico em Emprego), do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). Para as aulas, serão usados a infraestrutura do PES (Programa Eldorado de Sustentabilidade) e equipamentos da empresa, que permitem que os alunos aprendam suas aplicações e operações em sessões práticas.

“A capacitação está alinhada ao nosso compromisso de desenvolvimento das comunidades em que atuamos, por meio da qualificação da mão de obra local para atender às necessidades do mercado da região”, afirma Leandro Bordin, coordenador de Recursos Humanos da Eldorado Brasil.

As duas turmas, com 30 alunos no total, são formadas por habitantes de Três Lagoas e Selvíria, e têm entre os matriculados moradores do assentamento Pontal do Faia. “A matrícula foi bastante concorrida, e tornou necessária a realização um processo seletivo para as vagas disponibilizadas para -Selvíria, como forma de ingresso na capacitação”, conta Bordin.

O curso tem duração de cerca de dois meses, e as aulas acontecem de terça a sexta, no período da manhã e da tarde. O Senar oferece material didático completo, uma bolsa de estudos simbólica e certificado de conclusão.

Para Fábio José Figueroa, supervisor regional do Senar do Mato Grosso do Sul, o curso vai ao encontro da realidade local, diante do avanço no cultivo de eucalipto no Estado e da crescente demanda por mão de obra qualificada para o setor. “Nosso intuito além de qualificar, é preparar os jovens para que eles tenham mais opções no mercado de trabalho. O curso aborda temas relacionados à legislação ambiental, saúde e segurança do trabalhador e estudo de mercado, além de conteúdos específicos sobre a produção de mudas com qualidade. Também há um módulo de 40 horas chamado ‘Empreender no campo’ que ensina a analisar, avaliar e tomar as melhores decisões em busca de produtividade e lucratividade no setor.”