Canais de Notícia

Trabalho

Publicada em 02/09/2014

Cursos vão preparar instrutores para o uso de árvores

Capacitações tecnológicas fazem parte das ações do Projeto Biomas.

Do Senar

Instrutores do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) participam, a partir da próxima semana, da capacitação tecnológica Silvicultura Sustentável, com enfoque direcionado ao uso da árvore dentro do sistema produtivo sustentável e às exigências legais do novo Código Florestal brasileiro.

Os cursos são voltados para os biomas Mata Atlântica e Cerrado e fazem parte das ações do Projeto Biomas, desenvolvido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A ideia é capacitar tanto técnicos quanto produtores rurais, para que eles possam ter acesso às práticas testadas e aprovadas pelas pesquisas desenvolvidas ao longo do Projeto e, com isso, aplicá-las nas propriedades rurais.

As capacitações têm 72 horas/aula divididas em três módulos e serão ministradas por pesquisadores da Embrapa. A primeira, no bioma Mata Atlântica, acontece em Linhares (ES) no período de 8 a 11 de setembro, com a presença de instrutores do Paraná, Pernambuco e Espírito Santo. No bioma Cerrado, o curso será realizado em Brasília e o primeiro módulo está programado para a semana de 29/09 a 1º/10 com instrutores de Goiás e Mato Grosso do Sul.

De acordo com o coordenador nacional do Projeto Biomas pela Embrapa, Dr. Gustavo Curcio, as capacitações vão difundir o conhecimento científico para os produtores rurais, visando o entendimento dos vários usos da árvore dentro da propriedade. “Nosso objetivo é mostrar ao produtor a árvore como complemento da propriedade, seja em Áreas de Preservação Permanente - APP, Área de Reserva Legal - ARL, ou mesmo em Áreas de Sistemas Produtivos – ASP. Nosso trabalho, como pesquisador, é gerar resultados, e o SENAR será nosso multiplicador por meio de seus instrutores. A entidade vai difundir os resultados das pesquisas usando a prática do instrutor e o entrosamento dele com o produtor rural, facilitando assim, o acesso à informação”, explica.

Os módulos vão tratar do conceito de solos, distribuição da vegetação na paisagem, coleta de sementes, práticas de viveiros, armazenagem, criação de mudas, aplicação da árvore na propriedade, reserva legal, APPs e sistemas produtivos.

Segundo a coordenadora de Programas e Projetos Especiais do SENAR, Patrícia Machado, para a entidade, as capacitações são oportunidades de qualificar o instrutor visando enriquecer o conhecimento passado ao produtor rural. “Preparar o produtor rural para que ele produza com sustentabilidade e respeitando o meio ambiente é uma das missões do SENAR. Por isso, quando investimos na qualificação de nossos instrutores, dando a ele acesso às atualizações da área em que atua e às inovações tecnológicas, estamos preparando-os para levar conhecimento pontual e de qualidade ao homem do campo”, avalia.

A capacitação de instrutores nos outros quatro biomas também está prevista, com data a ser agendada posteriormente pelas entidades envolvidas.

Projeto Biomas

O projeto Biomas, fruto de uma parceria entre a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), é uma iniciativa inédita no Brasil e tem como objetivo identificar formas sustentáveis para viabilizar a propriedade rural brasileira considerando o componente arbóreo em seus sistemas propostos. Os estudos estão sendo desenvolvidos nos seis biomas brasileiros. O Projeto Biomas tem o apoio do SEBRAE, Monsanto e John Deere.