Canais de Notícia

Trabalho

Publicada em 01/07/2014

Fibria e Senai qualificam jovens como operadores de máquina florestal

As aulas práticas serão realizadas na Unidade Florestal da empresa.

Da Fibria

Em parceria com o Senai, a Fibria irá qualificar mais de 40 jovens como operadores de máquinas florestais. O objetivo é a formação de mão de obra local especializada e proporcionar aos jovens uma melhor colocação no mercado de trabalho.

O curso é divido em duas etapas, a teórica, realizada no Senai, e o estágio prático de 100 horas/aulas, realizado na Fibria, em que os alunos recebem da empresa, transporte, alimentação e a dedicação de um técnico que irá auxiliar e avaliar o desempenho das aulas.

“A Fibria tem como princípio desenvolver a comunidade próxima as suas operações, não só por meio de projetos sociais, mas também através da preparação de jovens para o mercado do trabalho, fomentando a perspectiva profissional em uma área que se tornou uma realidade no Estado, que é o negócio florestal”, explica o gerente de DHO, Arnaldo Milan.

Investimento em qualificação

Em 2013, a Fibria investiu mais de R$ 1,9 milhão em capacitações de empregados e da comunidade em geral, totalizando 76.241 horas de treinamentos. Entre as qualificações estão ações voltadas para os jovens, como o Programa de Aprendizagem Florestal, que em 2013 formou 18 jovens como operador de colheita florestal e desse total, 30% foram contratados pela Unidade, e oportunidades de estágio, com o treinamento de estudantes de nível técnico ou superior.

A empresa também auxilia no programa Jovem Aprendiz, que atualmente está na quarta turma e já formou 68 profissionais como mecânico de máquina florestal. A terceira turma, concluída em 2013, contou com a participação de 21 jovens e deste total, 25% foram contratados pela empresa.