Canais de Notícia

Trabalho

Publicada em 19/03/2014

União cede área para nova unidade do Senai em Campo Grande

O documento foi entregue ao presidente Sérgio Longen pelo superintendente de Patrimônio da União, Mário Sérgio Sobral.

Da assessoria

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, recebeu, na noite de ontem (18/02), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), o contrato de cedência de área de 9 mil metros quadrados pertencente ao Patrimônio da União e que será destinada para a construção do Centro de Formação Profissional do Senai no município. Trata-se da 2ª unidade do Senai na Capital, que atuará, principalmente, na formação de mão de obra para atender as demandas das indústrias dos segmentos da construção civil, moveleira e automobilística.

Segundo Sérgio Longen, o terreno está localizado na Avenida Rachid Neder esquina com a Rua Caxias do Sul, no Bairro Monte Castelo, na região norte de Campo Grande. “A nossa intenção é iniciarmos as obras de construção do Centro de Formação Profissional do Senai de Campo Grande ainda no segundo semestre deste ano para que possamos entregar a unidade em 2015 e, assim, contribuir para reduzir o déficit por mão de obra qualificada no município”, disse, referindo-se ao fato de, atualmente, apenas o segmento da construção civil necessitar de mais de 7,5 mil trabalhadores capacitados na Capital.

Já o superintendente de Patrimônio Público da União, Mário Sérgio Sobral, que fez a entrega do documento de cessão do terreno ao presidente Sérgio Longen, destacou a relevância da doação dessa área para o Sistema Fiems. “O terreno era do antigo Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER), que utilizava a área como pátio de manutenção de maquinário. Agora, o terreno vai abrigar uma escola técnica do Senai e, como a formação técnica da população brasileira é uma das prioridades do Governo Federal, nada mais justo que possamos contribuir com esse processo”, pontuou.

Segundo o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, a construção do Centro de Formação Profissional integra a política de apoio à competitividade da indústria brasileira e chega para suprir uma demanda antiga das indústrias dos segmentos da construção civil, moveleira e automobilística na Capital. “Essa nova unidade do Senai vem para agregar ao nosso potencial de oferta de novos cursos gratuitos à população de Campo Grande. A nossa previsão é de que o Centro de Formação Profissional deve abrir, quando entrar em operação, aproximadamente 5 mil novas vagas por ano”, informou.