Canais de Notícia

Trabalho

Publicada em 17/03/2014

Centro-oeste é a 2ª região que mais emprega no campo

Em 2011, a agropecuária gerou 251 mil postos de trabalho, aponta Caged.

Da assessoria

O Centro-Oeste é a segunda região que mais emprega no campo. Em 2011, a agropecuária gerou 251 mil postos de trabalho, o dobro dos empregos gerados em 2000, quando o campo foi responsável por 126 mil postos segundo dados do último levantamento Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego. Para a assessora técnica da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Sistema Famasul), Adriana Mascarenhas, a tendência para os próximos anos é que esse quadro seja ampliado, fruto do bom desempenho da agropecuária brasileira.

Sobre este tema, Adriana Mascarenhas, que é também economista, ministrará uma palestra no PRO-FISSA, um programa de qualificação estratégica desenvolvido para jovens profissionais e estudantes universitários, com o tema “Cenário econômico e perspectivas para o mercado agropecuário”, no dia 17 de março, às 19h.

De acordo com Adriana, o aumento de vagas é positivo para o setor mas para que elas sejam preenchidas é preciso investir em capacitação. "O setor rural tem muitas oportunidades de emprego, mas para que essas vagas sejam preenchidas capacitação é fundamental, porque essas áreas exigem conhecimento técnico, para atender com maior eficiência as expectativas do mercado. É onde entram entidades como o Senar/MS, por exemplo, oferecendo uma gama de cursos gratuitos voltados para onde há demanda ", afirma. O Centro-oeste só fica atrás do Sudeste no ranking nacional de empregos na zona rural, com 676 mil postos.

Para se ter uma ideia da representatividade do agronegócio na geração de empregos, o resultado total do Centro-Oeste em 2011, contabilizando os empregos gerados no campo e na cidade, foi de 3,8 milhões de novos postos de trabalho, 84% a mais do que em 2000. "Apesar deste elevado crescimento, a alta da geração de empregos no agronegócio foi bem mais expressiva, o dobro do visto 10 anos antes", destacou.

O PRO-FISSA é um programa de especialização que tem como objetivo repassar aos participantes do curso as principais informações sobre os valores que as empresas buscam nos profissionais do futuro. Demonstrar a relação direta que existente entre o nível de exigência das empresas X desempenho profissional X recompensas. Saiba mais sobre o programa, acesse: http://pro-fissa.com/