Canais de Notícia

Trabalho

Publicada em 06/12/2013

Odebrecht Agroindustrial capacita Integrantes em simulador de colheita

Mais de 120 pessoas já passaram pelo treinamento na cabine virtual.

Da Redação

A Odebrecht Agroindustrial, empresa que atua na produção e comercialização de etanol, açúcar e energia elétrica a partir da biomassa da cana, implantou um Simulador de Colheita para treinar Integrantes que atuam na operação de máquinas colheitadeiras de cana-de-açúcar nas Unidades Alcídia e Conquista do Pontal, ambas do Polo São Paulo, localizadas nos municípios de Teodoro Sampaio e Mirante do Paranapanema, respectivamente. A expectativa é expandir o treinamento para as outras sete Unidades Agroindustriais da empresa.

O equipamento foi desenvolvido em parceria com a empresa de tecnologia Case IH e, até o momento, mais de 120 Integrantes já foram treinados. O objetivo é dar oportunidade de desenvolvimento profissional e aumentar a produtividade das equipes.

O programa de treinamento tem cinco módulos práticos – comando da cabine, procedimento para ligar a colhedora, comando automático, tração eletrônica, manobras e colheita básica – em um total de 24 horas. O simulador cria virtualmente um cenário semelhante ao do canavial em uma cabine com som ambiente, projeções de imagens em 3D e os mesmos movimentos da colheitadeira, onde o operador enfrenta condições análogas às do campo. Finalizadas as horas no simulador, o Integrante passa por um primeiro contato com a colhedora, mas ainda no pátio de testes e estará pronto para iniciar a colheita.

Segundo Rogerio Germino, gerente agrícola da Unidade Alcídia da Odebrecht Agroindustrial, esta nova ferramenta diminui o tempo de treinamento, pois é possível realizá-lo durante qualquer período do ano, inclusive na entressafra, sem prejudicar o cronograma de colheita nas unidades e oferecendo oportunidade de reciclagem aos operadores já treinados.

“A ideia central é capacitar os Integrantes da forma mais real possível, diminuindo os riscos de acidentes e promovendo a segurança, um dos compromissos da Odebrecht Agroindustrial”, finaliza Germino.

O treinamento virtual também traz economia para a empresa, pois reduz, significativamente, as perdas de cana-de-açúcar durante a colheita, o gasto com combustível e evita o desgaste prematuro das máquinas colheitadeiras que deixam de ser utilizadas para esta função, além de outros danos ao canavial.

Com mais de 17 mil pessoas atuando em suas operações, na safra 2013-2014, a Odebrecht Agroindustrial pretende manter os investimentos em capacitação, com R$ 5 milhões investidos anualmente no aperfeiçoamento e aprendizado de seus Integrantes — totalizando R$ 30 milhões já investidos na área desde a criação da empresa, em 2007.

Sobre a Odebrecht Agroindustrial

Controlada pela Organização Odebrecht, a empresa atua de forma integrada na produção e comercialização de etanol, açúcar e energia elétrica. Com investimento de mais de R$ 9 bilhões, a Odebrecht Agroindustrial tem capacidade de produzir 3 bilhões de litros de etanol e 3,1 mil Gwh/ano de energia elétrica a partir da cana-de-açúcar. Consolida seis polos produtivos, localizados nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás e emprega hoje mais de 17 mil pessoas.