Canais de Notícia

Equipamentos

Publicada em 06/11/2014

Vendas da indústria automobilística cresceram 3,6% em outubro

Dados foram divulgados pela Anfavea nesta quinta.

Da Anfavea

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea, divulgou na quinta-feira, 6, os resultados da indústria automobilística em outubro. Os dados mostram que o licenciamento no mês apresentou ligeiro crescimento e a produção pequena baixa com relação ao mês anterior.

No último mês 306,9 mil unidades foram comercializadas, o que representa crescimento de 3,6% frente as 296,3 mil de setembro. Já no comparativo com outubro do ano passado, as vendas foram inferiores em 7,1% com 330,2 mil veículos naquele mês. No acumulado a queda foi de 8,9% com 2,83 milhões de unidades este ano e 3,11 milhões em 2013.

Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, acredita que os resultados deste mês reforçam o viés de retomada de crescimento no segundo semestre deste ano:

“O desempenho de julho a outubro comprova que teremos um segundo semestre melhor que o primeiro. Ainda há alguma imprevisibilidade, mas no sentido positivo, quanto aos próximos dois meses por razões como a oferta de crédito, sazonalidade, elevação do IPI e motivação gerada pelo Salão do Automóvel. Mas o fato é que o viés é de otimismo”.

A produção acompanhou o resultado do licenciamento em outubro: este foi o segundo melhor mês do ano com 293,3 mil veículos, o que significa baixa de 2,5% no comparativo com setembro quando a indústria automobilística registrou o recorde do ano ao produzir 300,8 mil unidades.

Na análise com outubro do ano passado a produção encolheu 9% – foram 322,5 mil unidades naquele período. Na soma dos dez meses já transcorridos neste ano, a produção mostrou declínio de 16% quando confrontadas as 2,68 milhões de unidades deste ano com as 3,19 milhões de 2013.

As exportações de autoveículos fecharam outubro com 23,5 mil unidades, retração de 9,7% frente as 26 mil de setembro e de 54,6% em relação as 51,8 mil de outubro do ano passado. Até o décimo mês do ano 284,8 mil produtos saíram do País, o que significa diminuição de 40,4% contra as 477,8 mil de igual período de 2013.

Caminhões e ônibus

O licenciamento de caminhões em outubro apresentou aumento de 8,6% ao se comparar as 12,2 mil unidades do mês contra os 11,2 mil veículos de setembro, mas decréscimo de 9,1% sobre outubro do ano passado, quando foram comercializados 13,4 mil produtos. O acumulado do ano aponta recuo de 13,4%: foram 111,2 mil este ano e 128,5 mil em 2013.

A produção de caminhões no décimo mês foi de 12,4 mil unidades, alta de 5,2% com relação as 11,8 mil de setembro de 2014 e baixa de 32,4% quando comparadas com as 18,3 mil de outubro do ano passado. No período acumulado deste ano há declínio de 24,6% quando deparadas as 124,5 mil unidades fabricadas em 2014 com as 165 mil do ano anterior.

As exportações em outubro ficaram 12,3% abaixo do registrado em setembro – foram 1,4 mil contra 1,6 mil – e 44,3% menor ante o resultado de outubro de 2013, quando 2,5 mil caminhões foram exportados. As 15,3 mil unidades que deixaram o Brasil nos dez primeiros meses do ano representam 26% de recuo se comparadas com as 20,7 mil de igual período de 2013.

Para o segmento de ônibus outubro foi o melhor mês do ano em licenciamento: 2,88 mil unidades comercializadas, 30,9% a mais do que as 2,20 mil de setembro. Contudo, o resultado foi inferior em 1,9% com relação as 2,93 mil de outubro de 2013. No acumulado as 22,9 mil unidades negociadas este ano estão 15,2% menores do que as 27 mil de 2013.

De janeiro a outubro de 2014 foram produzidos 30,5 mil ônibus, queda de 13,3% ante os 35,1 mil do ano anterior. Já no comparativo mensal, as 2,7 mil unidades do décimo mês representaram retração de 3% com relação as 2,8 mil de setembro e de 22,6% sobre outubro do ano passado, que registrou 3,5 mil ônibus.

Máquinas agrícolas e rodoviárias

O segmento de máquinas agrícolas e rodoviárias apresentou em outubro o melhor mês em vendas internas do ano com 6,7 mil unidades. Este marco representa alta de 0,7% no comparativo com setembro quando foram comercializados 6,6 mil produtos e de contração de 8,6% contra outubro do ano passado com 7,3 mil unidades. No acumulado a retração foi de 17% – 59,1 mil este ano e 71,2 mil em 2013.

A produção do segmento agrícola encerrou o mês com acréscimo de 10%, ao se comparar as 7,9 mil unidades de outubro com as 7,2 mil de setembro, e recuo de 20% ante as 9,9 mil unidades fabricadas em outubro de 2013. O resultado do acumulado de 2014, com 72,4 mil unidades, ficou 15,6% abaixo das 85,7 mil unidades de 2013.

Nas exportações, o acumulado está 9,5% abaixo, quando se defrontam as 11,9 mil máquinas deste ano com as 13,1 mil do ano passado. As 1,3 mil unidades que deixaram o País em outubro de 2014 significam declínio de 4,6% contra setembro com 1,4 mil unidades e queda de 20,5% com relação a outubro de 2013 com 1,7 mil.