Canais de Notícia

Equipamentos

Publicada em 15/10/2014

Aviação agrícola de olho na qualidade ambiental

Aviação agrícola de olho na qualidade ambiental

Do Sindaga

Proprietários (muitos dos quais também pilotos), diretores e responsáveis técnicos por 22 empresas de aviação agrícola de sete Estados estão participando, em Campinas/SP, da segunda etapa do programa de Certificação Aeroagrícola Sustentável (CAS). A movimentação começou na manhã de ontem (dia 14) e termina na tarde desta quarta-feira (15), no salão de convenções do Royal Palm Hotel (Rua Conceição, 450, bairro Cambuí). O curso está abordando temas como tecnologias para controle de gotas (tipos de bicos e atomizadores), condições climáticas, planejamento e organização da segurança operacional, fórmulas e características dos produtos fitossanitários e outros assuntos.

O CAS é o primeiro selo de qualidade operacional e ambiental da aviação agrícola. Seu objetivo é incentivar a capacitação e a qualificação de empresas de aviação agrícola e de operadores aeroagrícolas privados (agricultores que têm seus próprios aviões). A estratégia é aprofundar os conceitos de responsabilidade e sustentabilidade nas operações, melhorando a qualidade das pulverizações e reduzindo os riscos de impacto ambiental.

A iniciativa é realizada pela Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais (FEPAF) e coordenada pelas universidades Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (FCA/Unesp-Botucatu), Federal de Lavras (UFLA) e Federal de Uberlândia (UFU). O programa tem ainda o apoio da Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef) e do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag).