Canais de Notícia

Equipamentos

Publicada em 31/10/2012

Congresso de Aviação Agrícola será realizado em MT em 2013

Maior encontro da aviação agrícola brasileira está marcado para 26, 26 e 28 de junho, no aeródromo da Estância Santa Rita.

O Congresso Nacional de Aviação Agrícola (Congresso Sindag) 2013 será em Cuiabá (MT). O evento está programado para os dias 26, 27 e 28 de junho, na Estância Santa Rita, junto à BR-364, Distrito Industrial. E as inscrições já estão abertas no site www.congressosindag.com.br. A decisão pelo local foi tomada no final de semana, depois da última análise de fatores como instalações em um aeroporto, logística para montagem de expositores e auditório de palestras, acesso para os palestrantes e participantes e custos de hospedagens.

A promoção é do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag). O evento é o segundo maior do mundo, perdendo apenas para o congresso anual da National Agricultural Aviation Association (NAAA), dos Estados Unidos.

No último Congresso, ocorrido em Campo Grande (foto), o Sindag lançou uma pesquisa de sugestões para a sede do próximo evento. Expositores e participantes deram sua dica no próprio congresso ou posteriormente, por e-mail. “A preferência dos participantes ficou entre as regiões Sudeste e Centro-Oeste. Na hora de pesar prós e contras para o Sindag e os participantes, a melhor opção ficou sendo Cuiabá”, explica o presidente do sindicato aeroagrícola, Nelson Antônio Paim.

O Congresso Sindag havia estado na capital mato-grossense em 2009, quando a programação se dividiu entre a Estância Santa Rita, onde ocorreu o curso de combate a incêndios com aeronaves, e o Hotel Fazenda Mato Grosso, onde ficaram as palestras, debates e exposições. Desta vez, toda a programação será no aeródromo executivo do Distrito Industrial.

“O Congresso de 2012 foi um grande sucesso, em parte por ter ocorrido em um aeródromo, onde tivemos demonstrações e exposição de aviões e equipamentos junto no local das palestras. Não há como não repetir essa receita no ano que vem”, ressalta Paim. Agora o Sindag deve se debruçar sobre as definições da programação, hotéis oficiais do evento e outros detalhes, que vão requerer visitas ao Mato Grosso ainda no próximo mês.

Números

Segundo dados do Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a frota aeroagrícola nacional é de mais de 1,7 mil aviões. Ainda conforme a ANAC, atualmente são 228 empresas operando no setor, 79 delas no Rio Grande do Sul (34,6% do total), 35 em São Paulo (15,4%), 28 em Mato Grosso (12,3%), 25 no Paraná (11,0%) e 17 em Goiás (7,5%). A maior parte da frota está em Mato Grosso, com 385 aeronaves (22,3%), seguido do Rio Grande do Sul com 382 (22,1%), São Paulo com 242 (14%), Goiás com 205 (11,9%) e Paraná com 125 (7,2%).

Conforme o Sindag, a aviação agrícola emprega atualmente 1,4 mil pilotos, 450 agrônomos, 1.330 técnicos agrícolas (especializados em operações aéreas) e 3.827 auxiliares. “A aviação fatura anualmente em torno de R$ 936 milhões e gera R$ 234 milhões em impostos. São cerca de 495 mil horas voadas por ano”, assinala Nelson Paim.