Canais de Notícia

Equipamentos

Publicada em 31/10/2013

Renovação de caminhões pauta debates na 19ª Fenatran em SP

Evento incentiva a discussão de projetos para retirar veículos antigos de circulação e contribuir com o desenvolvimento sustentável do transporte.

CNT

A importância da elaboração de projetos para renovar a frota de caminhões no país foi o centro das discussões da cerimônia de abertura da 19ª Fenatran – Salão Internacional do Automóvel. Todas as autoridades presentes destacaram a necessidade de aprofundar as discussões sobre o tema, com a elaboração de projetos por parte do governo federal e dos estados.

O presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT), senador Clésio Andrade?, destacou que esta é uma das principais preocupações da CNT, que lançou, em 2009, o Plano Nacional de Renovação de Frota (RenovAR). Segundo ele, o projeto foi desenvolvido por fatores como a idade avançada da frota de caminhões, o que diminui o rendimento e aumenta os custos de manutenção.

Além dos prejuízos ambientais e econômicos causados pelos caminhões antigos em circulação, o parlamentar destacou a importância de promover esforços para superar as dificuldades de financiamento dos caminhoneiros autônomos que, na maioria dos casos, têm pouco acesso ao crédito. “Contamos com a boa vontade de governo federal e dos estados para desenvolvermos programas eficientes de renovação da frota”, afirmou.

O presidente da Associação Nacional do Transporte de Carga & Logística (NTC&Logística), Flávio Benatti, concordou que a criação de um programa de renovação de frota, a nível nacional, é urgente. “A idade média da frota brasileira de caminhões é de 18 anos. Precisamos mudar este quadro, o que vai trazer ganhos em segurança no trânsito e economia de combustível”, destacou.

Benatti elogiou a iniciativas de estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, que estão discutindo e implantando programas voltados à renovação da frota. No entanto, acrescentou que é preciso existir sintonia entre os projetos. “Precisamos discutir uma solução integrada e buscar as correções adequadas em cada programa. Não queremos que cada estado trabalhe individualmente e, no futuro, isso se torne uma guerra fiscal”, explicou.

Em relação ao estado de São Paulo, o governador Geraldo Alckmin falou sobre o Programa de Incentivo à Renovação da Frota de Caminhões (Renova SP). A iniciativa criou uma linha de crédito, sem cobrança de juros, para que os caminhoneiros da Baixada Santista, região onde o projeto foi implantado, possam trocar os veículos antigos – a maioria com até 30 anos de uso – e enviá-los para a reciclagem.

Apoio

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores n (Anfavea), Luiz Moan, colocou a entidade à disposição da CNT e da NTC&Logística para discutir programas e alternativas para a renovação da frota de veículos pesados no Brasil.

A secretária de Desenvolvimento da Produção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Heloisa Menezes, garantiu que o governo tem uma visão otimista sobre o tema. Para a representante do governo, estas ações “trazem mais segurança para os motoristas e incentivam o crescimento do Brasil no setor de transporte”.

Fenatran

Maior feira de transporte da América Latina e uma das cinco maiores do mundo, a 19ª Fenatran começou nesta segunda-feira (28) e prossegue até sexta-feira (1º de novembro). O evento reúne as principais novidades na área de veículos e serviços destinados aos transportadores de cargas e operadores logísticos. Todos os expositores trabalham com o compromisso de aliar tecnologia ao desenvolvimento sustentável do transporte.