Canais de Notícia

Logística

Publicada em 26/01/2015

Porto de Paranaguá carrega primeiro navio com soja da safra 2015

Navio embarcou 43,7 mil t de soja da Cargill e 18 mil t da Cotriguaçu.

Da APPA

O Porto de Paranaguá recebeu o primeiro navio que começou a ser carregado, nesta sexta-feira (23), com a soja da safra 2014/2015 no Corredor de Exportação. A embarcação graneleira Tian Song Feng, vinda da Índia, carregou 61,7 mil toneladas de soja em grãos com destino a Tailândia.

O navio foi habilitado para entrar no Porto no dia 19 de janeiro. A embarcação atracou no berço 212 para embarcar 43,7 mil toneladas de soja do terminal Cargill e outras 18 mil toneladas de soja do terminal da Cooperativa Cotriguaçu.

“Como já estava previsto, a soja já começa a chegar em Paranaguá. O campo ainda está colhendo e nós estamos nos preparando para esse fluxo que, a partir de agora, começa a ficar mais intenso”, afirma o presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Luiz Henrique Dividino. Somente até o final de janeiro, o porto receberá um total de 27 navios para carregar quase um milhão de toneladas de soja, milho, farelo e trigo.

Carregamento mais rápido

Além da chegada da nova safra (2014/15), o que tornará as operações ainda mais ágeis no Porto de Paranaguá será o início do funcionamento de dois novos carregadores do berço 213, neste mês de fevereiro. Os novos shiploaders permitirão operar com navios de maior porte, reduzindo o tempo de embarque e o custo de transporte.

A velocidade de carregamentos dos novos shiploaders é de duas mil toneladas por hora, cerca de 30% maior que a dos equipamentos substituídos. “Além de trabalharem com maior confiabilidade operacional – menos paradas para manutenção – e maior agilidade nos movimentos operacionais, os equipamentos permitem ainda reduzir os tempos de interrupções nas mudanças de porões dos navios em até 15%”, explica Dividino.

Produção

De acordo com a última previsão do Departamento de Economia Rural da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento, divulgada no mês de dezembro, o Paraná deverá colher em 2015, cerca de 22,15 milhões de toneladas de soja, milho e feijão, com a colheita da safra de verão.

A soja é o produto mais representativo da balança comercial do porto. Em 2014, dos 16,6 bilhões de dólares referentes ao total exportado via Paranaguá, 3,8 bilhões de dólares foram provenientes da negociação de soja com outros países - o que representa 22,75% do total exportado. A China ainda é o principal destino das embarcações.

Em todo o Brasil serão colhidas 94 milhões de toneladas do grão, sendo que o Paraná deverá contribuir com uma produção de 17 milhões de toneladas, a segunda maior do país.