Canais de Notícia

Logística

Publicada em 16/12/2014

Carregamento de celulose pela ferrovia cresce mais de 50% em 2014

De janeiro a outubro deste ano, mais de 1,6 mi de toneladas do produto foram escoadas.

Da ALL

A produção de celulose no Brasil segue com ritmo acelerado em 2014. Em Mato Grosso do Sul, as duas principais fábricas deste produto, Fibria e Eldorado, localizam-se em Três Lagoas e utilizam a malha ferroviária administrada pela ALL – América Latina Logística – para escoar parte de suas produções ao Porto de Santos. Juntas, de janeiro a outubro deste ano, as empresas transportaram 1.621.020 toneladas de celulose ao Porto de Santos por meio da ferrovia, um crescimento superior a 50% se comparado ao ano de 2013.

De acordo com o responsável comercial da carteira de produtos industriais da ALL, Carlos Teixeira de Freitas, os bons resultados são frutos de investimentos e trabalho desenvolvido em parceria com as empresas. “Este setor está em franco crescimento e a parceria construída entre os players e a ferrovia é um case de sucesso. Os volumes estão crescendo de forma expressiva e a solução logística que oferecemos é uma forte aliada para o aumento da competitividade dos nossos clientes”, explica. O carregamento dos vagões da Fibria é feito em Três Lagoas e o da Eldorado é realizado em Aparecida do Taboado.

Freitas explica que, através de investimentos realizados, somados ao momento que o setor está vivendo, a celulose passou a representar aproximadamente 15% do total de produtos industriais transportados pela ALL. “É um crescimento bastante representativo e que retrata muito bem o cenário da celulose no país”, aponta.

De acordo com o diretor da Associação Sul-mato-grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas (Reflore MS), Benedito Mário, a tendência é que, até o fim do ano, os números continuem no mesmo ritmo. “Por conta da forte demanda das indústrias de celulose, houve um crescimento muito significante na produção. Talvez Mato Grosso do Sul seja um dos poucos estados do Brasil com as condições favoráveis para produzir: terra, situação fundiária boa, propriedades grandes, e topografia boa, com áreas planas”, explica.

Conforme a Associação Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), a produção de celulose no Brasil atingiu 12 milhões de toneladas de janeiro a setembro deste ano, com alta de 7,7% em comparação com o mesmo período de 2013, onde foram registradas 11,2 milhões de toneladas. Houve também variação positiva de 2,3% em relação ao mesmo período do ano passado na produção de painéis de madeira, com 5,9 milhões de m³. Já em relação ao segmento do papel, a produção totalizou 7,8 milhões de toneladas, no período de janeiro a setembro deste ano, com variação de 0,4% na comparação com o mesmo período de 2013.