Canais de Notícia

Logística

Publicada em 03/02/2014

ALL faz parceria com BsBios e BR Distribuidora para o transporte de biodiesel

Resultado de parceria com a BR e BsBios, projeto pioneiro recebeu investimento de mais de R$ 1 milhão e ganha corpo em 2014.

Da assessoria

ALL – América Latina Logística está em ritmo acelerado de crescimento na importação e exportação de combustíveis. Uma prova disso é a nova parceria estabelecida a três mãos: ALL, BsBios (produtora de biodiesel) e a BR Distribuidora. Com investimento total de R$ 1,3 milhão, a parceria resultou no primeiro embarque de Biodiesel (B100) via modal ferroviário, com expedição diretamente da usina produtora da BsBios – na cidade de Passo Fundo (RS).

A carga oriunda da usina sairá da ferrovia direto para a refinaria da BR em Araucária (PR). Antes da parceria, esse procedimento envolvia transporte por rodovias, algo que onerava as estradas da região. “O novo acesso, além de aumentar a capacidade de transporte, proporciona redução de caminhões e a diminuição de gases poluentes para o meio ambiente”, diz o responsável pelo transporte de Biodiesel da ALL, Thiago Guerra. Guerra conta que três trens nos trilhos equivalem a 200 caminhões a menos nas estradas e pátios de triagem.

O primeiro carregamento aconteceu em caráter experimental em dezembro de 2013, com o transporte de 10 vagões carregados de biodiesel, o que representa 550 m³ do combustível. A parceria ganhou força total em janeiro desse ano, quando foram transportados 3 mil m³ do combustível. A previsão é de que em fevereiro a carga se repita em volume e para os próximos meses cresça ainda mais.

“Trabalhamos em um mercado extremamente competitivo e agressivo, no qual precisamos criar mecanismos e diferenciais de fidelização junto aos nossos clientes. A BsBios acredita que o seu pioneirismo tem criado meios inovadores de agregar valor à cadeia, sempre contribuindo de maneira responsável ao desenvolvimento sustentável,” salienta o Diretor Comercial da BsBios, Gabriel Machado.

A ALL segue com um cenário otimista para o transporte de líquidos. Com investimentos em vagões e locomotivas, e fomento a parcerias para novos terminais, a empresa foca no aumento da produtividade com a expectativa de alcançar o marco de 15% de crescimento no segmento. "Esperamos entrar de vez para o mercado interno de biodiesel”, afirma Guerra.