Canais de Notícia

Logística

Publicada em 19/09/2013

ALL expande ferrovia com complexo intermodal em Rondonópolis

Obra é um dos maiores empreendimentos ferroviários feito por uma empresa privada no Brasil.

ALL

A ALL – América Latina Logística inaugura hoje, 19, a expansão da sua malha ferroviária até o município de Rondonópolis (MT) e o maior centro intermodal do País, o CIR - Complexo Intermodal Rondonópolis. A construção dos 260 km de trilhos que ligam Alto Araguaia à Rondonópolis aproxima a ALL da fronteira oeste do Brasil, aumenta a eficiência do escoamento de cargas no maior corredor de exportação de grãos do País – do Centro Oeste para o Porto de Santos – e expande o potencial da ferrovia como solução logística para a competitividade do Brasil.

Localizado na rodovia BR163, a 28 km do centro de Rondonópolis, o Complexo Intermodal faz parte do Projeto Expansão Malha Norte, obra que integra o PAC2 – Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal e um dos maiores projetos ferroviários desenvolvidos e financiados pela iniciativa privada no Brasil. O projeto, que contempla a expansão e o terminal ALL, teve investimento total de R$ 880,00 milhões por parte da ALL e sua construção se iniciou em 2009. No ano passado, a companhia inaugurou uma primeira fase da obra, possibilitando a operação da ferrovia em Itiquira (MT).

Com uma área total de 385,10 hectares (equivalente a 900 campos de futebol), o Complexo Intermodal Rondonópolis será inaugurado com a operação do novo terminal da ALL, que começa a operar com capacidade de carregamento de 120 vagões graneleiros a cada 3,5 horas. “A ALL acredita na ferrovia como solução para a competitividade do país e tem orgulho de ser hoje o maior provedor logístico do Estado do Mato Grosso. Já conquistamos excelentes resultados operacionais com a entrega da primeira fase, e não temos dúvidas da contribuição do projeto para o escoamento de cargas para exportação”, afirma Alexandre Santoro, Presidente da ALL.

Além do terminal da ALL, cerca de outras 20 empresas também irão instalar terminais e indústrias no Complexo, com um investimento adicional estimado em R$ 700 milhões nos próximos cinco anos. Entre elas, está a Brado Logística, subsidiária da ALL para o transporte intermodal de contêineres, que já está operando seu terminal no Complexo Intermodal Rondonópolis, cuja capacidade de movimentação chega a 240 TEUs (Tonelada equivalente a 20 pés) por ano.