Canais de Notícia

Sustentabilidade

Publicada em 16/08/2013

Brasil é referência na destinação de embalagens de defensivos

Mato Grosso do Sul também recolhe 94% dos recipientes.

Famasul

No Brasil, 94% das embalagens plásticas de defensivos agrícolas são corretamente destinadas à reciclagem. De acordo com os números do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev), o País é o líder mundial no recolhimento de embalagens, 17 pontos percentuais na frente dos alemães, que retiram do meio ambiente 77% das embalagens. Mato Grosso do Sul também recolhe 94% dos recipientes.

Com objetivo de disseminar esta cultura de preservação, no dia 16 de agosto será comemorado o Dia Nacional do Campo Limpo, onde ocorrerão atividades socioeducativas nas centrais de recebimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas, em escolas e locais públicos em 24 estados participantes. A Associação dos Produtores de Soja de MS (Aprosoja/MS - Sistema Famasul) é uma das entidades representativas que apoiam o evento.

Informações da Inpev mostram que desde 2002 o Brasil recolheu 260 mil toneladas de embalagens, com isto, a energia elétrica economizada seria suficiente para abastecer 1,4 milhão de casas entre 2002 e 2012, o gasto de água evitado equivale a 36 milhões de caixas de água cheias e o gás carbônico não emitido é de 346 mil toneladas. MS recolheu, no mesmo período, 13,1 mil toneladas.

Entre janeiro e julho de 2013, o Sistema Campo Limpo encaminhou corretamente 25,2 mil toneladas de embalagens vazias, 9% a mais que em 2012, quando somou 22,9 mil toneladas. No mesmo intervalo, MS descartou 1,7 mil toneladas de recipientes, com aumento de 18% em comparação a janeiro e julho de 2012, quando o volume foi de 1,4 mil toneladas. O Sistema Campo Limpo, que revela o avanço no processo de reciclagem, é um programa de logística reversa das embalagens de defensivos agrícolas, ou seja, o acompanhamento da retirada dos recipientes do meio ambiente.

Para o presidente da Aprosoja/MS, Almir Dalpasquale, ações como o Dia de Campo Limpo mostram o comprometimento do produtor rural com o meio ambiente. "Os números mostram que o produtor sul-mato-grossense está envolvido com as questões ambientais e que tem mais responsabilidade em relação à preservação", ressalta Dalpasquale.

De acordo com o coordenador de operações do Inpev, Hamilton Rondon Flandoli, os produtores que ainda têm dúvidas sobre o descarte correto devem participar do Dia Nacional do Campo Limpo. "É uma oportunidade do produtor se conscientizar. O resultado positivo dos últimos anos comprova que o setor rural tem feito a sua parte", afirma Flandoli.

O Dia Nacional do Campo Limpo foi instituído no calendário brasileiro em 18 de agosto, por meio da Lei Federal 11.657/08. Este ano, como o dia 18 cai no domingo, a data foi excepcionalmente alterada para o dia 16. Desde sua 1ª edição, mais de 600 mil pessoas participaram da comemoração em todo o País. A celebração conta com apoio do inpEV e seus associados fabricantes de defensivos agrícolas e entidades representativas do setor (Abag, Aenda, Andav, Andef, Aprosoja, CNA, OCB e Sindag), organizações públicas (governo municipal e estadual) e privadas, além de outros apoiadores locais.

Agenda:

Dia Nacional do Campo Limpo em Campo Grande

Data: 16/08/2013

Horário: das 7h30 às 11h e das 13h às 17h

Local: Rua Corveta, 141 – Bairro Carandá Bosque– Campo Grande ( MS).

Programação:

Abertura e apresentação do vídeo Institucional – INPEV

Reciclagem de material – Policia Ambiental;

Teatro de fantoches – Polícia Ambiental;

Palestra de EPI – ACRA;

Palestra e demonstração sobre tríplice lavagem – ACRA;

Demonstração do recebimento de embalagens na central e separação – ACRA;

Demonstração da preparação, destinação e produtos reciclados – ACRA;

Retorno à área de recepção para esclarecimento de dúvidas e lanche.