Canais de Notícia

Sustentabilidade

Publicada em 16/10/2012

Interação para o desenvolvimento sustentável é tema de seminário

Evento será realizado em Glória de Dourados (MS), entre os dias 16 e 18 de outubro.

Embrapa Agropecuária Oeste

"O saber tradicional e o saber científico: a interação encurtando caminhos para o desenvolvimento sustentável." Esse é o tema do 4º Seminário de Agroecologia de Mato Grosso do Sul e do 3º Encontro de Produtores Agroecológicos de MS, que se realizam em Glória de Dourados, no Sul do Estado, entre está terça-feira (16) e quinta-feira (18).

O propósito dos eventos é a troca de experiências e o planejamento de atividades para o setor em Mato Grosso do Sul entre produtores rurais, comunidade acadêmica, pesquisadores, movimentos sociais e sociedade em geral. A escolha do tema é para mostrar ao público do Seminário e do Encontro que a interação entre o conhecimento produzido por instituições de pesquisa e por produtores é positiva.

"Sabemos que muitas demandas da pesquisa não partem somente da instituição, mas também da observação a campo, junto ao produtor. E o agricultor familiar também gera conhecimento, que é empírico, ao contrário da pesquisa que é científico. Queremos mostrar que não existe conhecimento maior ou menor, mas diferentes e que todos são importantes e se complementam", analisa o presidente da Comissão Organizadora, Olacio M. Komori.

Para ele, os eventos são também uma oportunidade de planejar o futuro com os próximos passos que podem ser seguidos em Mato Grosso do Sul. "O interesse pelo tema Agroecologia evoluiu bastante. A Associação de Produtores Orgânicos de Mato Grosso do Sul, por exemplo, procurou unificar os produtores em uma grande rede. A UEMS criou o curso tecnológico em Agroecologia que, inclusive, terá sua primeira turma formando este ano. A Embrapa tem como um de seus focos a Agroecologia. Sem contar outras iniciativas importantes de parceiros em todo o Estado. É um processo em construção e que precisa ser mantido", afirma.

Na programação dos eventos, serão apresentados trabalhos técnicos-científicos na forma de pôsteres, assim como experiências individuais e coletivas em agroecologia desenvolvidas e em desenvolvimento no estado.

Além disso, também está programada apresentação oral de experiências de produtores agroecológicos, palestras, mesas redondas e oficinas com diversos temas: adubação verde, Sistema de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (Sistema PAIS), fruticultura agroecológica, olericultura orgânica, produção de derivados de cana, sistema agroflorestal com café, educação ambiental, certificação de propriedades e processos agroecológicos, planejamento e organização da produção, sistemas de produção de café e banana em bases ecológicas, manejo alternativo de pragas e doenças em sistemas agroecológicos, e o profissional tecnólogo em Agroecologia.