Canais de Notícia

Sustentabilidade

Publicada em 21/12/2012

Projeto Agora fecha 2012 com 900 mil estudantes envolvidos

Uma das principais ações o Desafio Energia Mais Limpa.

Unica

O Projeto AGORA, iniciativa de comunicação integrada de empresas e entidades ligadas à cadeia produtiva da cana-de-açúcar, encerrou suas atividades em 2012 com sua quarta grande ação educativa bem sucedida. O “Desafio Energia Mais Limpa” atingiu quase um milhão de estudantes, e dois mil deles elaboraram cartas dirigidas à presidente Dilma Rousseff respondendo à pergunta: “De que tipo de energia o Brasil precisa e de onde ela virá?”

O corpo de jurados do Desafio selecionou 29 cartas, recolhidas em evento realizado em São Paulo para entrega dos prêmios aos autores, seus professores e suas escolas. Cada estudante foi contemplado com um tablet, enquanto os professores que conduziram os trabalhos em classe foram premiados com um computador tipo notebook. As escolas de onde vieram os vencedores receberam um projetor do tipo Datashow.

“Encaminhamos um pedido à presidente Dilma, para que receba uma delegação do Projeto AGORA, que fará a entrega das cartas vencedoras diretamente a ela. Por enquanto, estamos torcendo para que ela concorde em nos receber,” afirma a coordenadora do Projeto AGORA, Amanda Angelieri.

Lançado em 2009 durante a edição daquele ano do Ethanol Summit, o Projeto AGORA vem se mantendo fiel à frase definidora adotada desde o início: “Disseminar informação para gerar consciência”. Hoje com quinze entidades e empresas participantes e ligadas à cadeia produtiva da cana, o projeto está consolidado como uma das maiores iniciativas de comunicação institucional do agronegócio brasileiro, tendo conquistado um dos principais reconhecimentos do país na área da comunicação, o Premio Aberje, como melhor projeto de comunicação empresarial do país em 2011.

“Em 2012, o AGORA alcançou um alto nível de qualidade, aumentando a sua abrangência e tornando-se ainda mais atrativo em suas funções. Ações como o Movimento Mais Etanol, o 3º TOP Etanol e o Desafio Energia Mais Limpa, fizeram deste um ano bastante produtivo,” destacou, Geraldo Magella, gerente de Comunicação da Monsanto, uma das empresas e entidades parceiras do AGORA.

Movimento + Etanol

O AGORA começou o ano promovendo o “Movimento Mais Etanol,” ação lançada oficialmente no final de 2011 em Brasília (DF), com visibilidade intensa nas primeiras semanas de 2012. A iniciativa disseminou e detalhou políticas públicas e privadas, necessárias para restabelecer a competitividade do etanol no mercado doméstico e promover a retomada do crescimento do setor sucroenergético brasileiro.

Para apoiar o Movimento, foi distribuído um livreto de 22 páginas, destacando em formato resumido os objetivos da ação. Um hotsite dedicado permitiu acompanhar a evolução dos temas ligados aos desafios propostos, seja nos principais veículos de comunicação ou em notas e artigos exclusivos. O Movimento também marcou presença nas redes sociais Facebook e Twitter.

3º TOP Etanol

Em maio, foi a vez da capital federal receber pela primeira vez a cerimônia de entrega do Prêmio TOP Etanol, evento que, em sua terceira edição, consagrou os melhores trabalhos dedicados ao tema “Agroenergia e Meio Ambiente.” Cerca de 300 convidados, entre eles mais de 40 parlamentares e autoridades de diversos ministérios e agências governamentais, acompanharam a cerimônia de premiação, no Centro de Eventos Unique Palace, que teve como âncora o jornalista Heraldo Pereira da Rede Globo de Televisão.

Concorreram à premiação 349 trabalhos, total 35% superior às inscrições na edição de 2011. Divididos nas modalidades Jornalismo, Fotografia, Trabalhos Acadêmicos e Inovação Tecnológica, os vencedores foram contemplados com prêmios totalizando R$ 104.500,00 (centro e quatro mil e quinhentos reais) em valores brutos. As inscrições para o 4º Prêmio TOP Etanol estão abertas e continuam até fevereiro de 2013.

Bioeletricidade

Às vésperas da Rio+20, que teve na geração de energia um de seus focos, o Projeto AGORA lançou um vídeo enriquecedor sobre a questão no Brasil, como parte de seu esforço para a disseminação da bioeletricidade. O vídeo destaca o potencial das energias renováveis, entre elas a biomassa, para o aumento da oferta de energia elétrica no Brasil.

Para detalhar a importância das energias renováveis, foram colhidos depoimentos de alguns dos mais renomados especialistas em energia e sustentabilidade: José Goldemberg, Mário Veiga, Adriano Pires e Nivalde de Castro. Para conhecer o vídeo e um pouco mais sobre a energia elétrica que vem dos canaviais, visite o site www.bioeletricidade.com.

AGORA nas escolas

Seguindo os moldes da ação educacional “Desafio Mudanças Climáticas”, idealizado em 2009 para informar professores e estudantes sobre as causas do aquecimento global e o papel das energias renováveis nesse contexto, o “Desafio Energia Mais Limpa”, lançado em julho de 2012, envolveu cerca de 40 mil profissionais de educação e 900 mil alunos das escolas da rede pública de ensino de dez estados brasileiros (SP, RJ, PR, MG, MT, MS, GO, AL, PE, PB) e do Distrito Federal (DF). A iniciativa promoveu debates nas salas de aula sobre os tipos de energia existentes, entre elas a bioeletricidade e o etanol produzidos a partir da cana-de-açúcar.

O concurso recebeu quase duas mil cartas de estudantes dos 8º e 9º anos, que após quatro meses trabalhando com o kit pedagógico do Desafio, apresentaram suas conclusões em cartas endereçadas à presidente Dilma Rousseff, respondendo à pergunta: “De que tipo de energia o Brasil precisa e de onde ela virá?”.

No dia 05 de dezembro, um vencedor representando cada estado participante, todos acompanhados pelo responsável e pelo professor que desenvolveu o projeto em sala de aula, foi homenageado em uma cerimônia de premiação que reuniu mais de 100 pessoas na tradicional casa de eventos Chácara Santa Cecília, em São Paulo (SP). Ao todo, 29 alunos foram premiados, assim como seus respectivos orientadores pedagógicos e escolas.

“Em um país em que mais de 80% da população vive em áreas urbanas, é importante que projetos como o AGORA continuem levando para a sociedade, de forma criativa e inteligente o dia-a-dia da indústria da cana. 2013, com certeza será um ano ainda mais espetacular que 2012,” destacou o gestor da Monsanto.