Canais de Notícia

Sustentabilidade

Publicada em 10/03/2015

No agronegócio também há espaço para as mulheres

Evento acontece em 12 de março em Ribeirão Preto.

Da assessoria do evento

Seja nos escritórios das entidades e grandes corporações, seja no campo, lidando com o dia a dia da lavoura, o agronegócio não é mais um espaço exclusivamente masculino. As mulheres vão ocupando posições de destaque nesta atividade, que é um dos principais segmentos econômicos do país.

Muitas delas estarão em Ribeirão Preto, no interior paulista, para participar do IV Encontro Cana Substantivo Feminino. O evento acontece em 12 de março, no Centro de Cana do IAC, em Ribeirão Preto, SP. O IV Encontro Cana Substantivo Feminino debate a atuação e as oportunidades para as mulheres no agronegócio e temas como gestão de pessoas, sustentabilidade e diversidade.

Elas ainda têm muito a conquistar

Setor mais competitivo da economia nacional, o agronegócio representa hoje 20% do PIB. Sem ele, a balança comercial brasileira sofreria um baque: 41% das exportações vêm do campo, cuja expansão dependerá fortemente da produtividade nos próximos anos.

O PIB da agricultura é de 1 trilhão de reais, o que representa cerca de 20% da economia brasileira. Apenas a produção de grãos deve chegar este ano a 191 milhões de toneladas. Na próxima década, deve alcançar 248 milhões. Para isso, a área cultivável deverá aumentar 17%, mas é a produtividade que deverá ser a grande responsável pelo aumento na produção. 90% do crescimento da produção nos últimos anos se deve à produtividade; apenas 10% a outros fatores.

Entre 25 e 30 milhões de pessoas trabalham com o agronegócio – cerca de 30% do pessoal ocupado do país – direta e indiretamente. A agroindústria canavieira é o setor do agronegócio que mais emprega, em torno de 4 milhões de forma direta e indiretamente, é quem mais remunera e com o maior número de carteira assinada. Segundo a professora e pesquisadora Márcia Azanha Ferraz Dias de Moraes, do departamento de Economia, Administração e Sociologia da Esalq, o registro em carteira na atividade canavieira é realidade em 90% das empresas no estado de São Paulo, no Brasil é 80%, já nas demais atividades agrícolas, o número fica ao redor de 40%.

No Brasil, mais de 3,5 milhões de mulheres atuam no agronegócio, mas o número ainda é pequeno, existe muito espaço para a participação feminina.

O Encontro

O evento é promovido por profissionais do setor sucroenergético, coordenado pela jornalista Luciana Paiva e conta com o apoio de empresas e entidades representativas do setor.

Reúne cerca de 200 profissionais, em sua maioria executivas, provenientes de vários estados além de São Paulo, como Rio Grande do Sul, Alagoas, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás.

O evento acontece em 12 de março de 2015 no Centro de Cana do IAC, Rodovia Antonio Duarte Nogueira, km 321 (Anel Viário Contorno Sul), Ribeirão Preto, SP.