Canais de Notícia

Sustentabilidade

Publicada em 13/01/2015

Sistema agropastoril será destaque no Showtec 2015

Consórcio possibilita aumento de produção de proteína animal e da produção agrícola.

Da assessoria

Reformar pastos em degradação, concentrar animais de alto potencial genético em uma pastagem de qualidade e evitar possíveis prejuízos aos produtores de grãos causados por pragas e pelo clima de Mato Grosso do Sul são objetivos do consórcio agricultura-pecuária, sistema agropastoril, tema que receberá destaque pelo terceiro ano consecutivo no Showtec, feira de tecnologia voltada para o produtor rural que acontece anualmente em Maracaju. O evento que ocorrerá entre 21 e 23 de janeiro, inclui a pecuária em sua programação desde 2013, expondo animais do município de Figueirão, que respondem positivamente à integração com a agricultura.

Segundo a Fundação MS, entidade realizadora da 19ª edição do Showtec, é possível aumentar tanto a produção de proteína no Estado quanto a rentabilidade do agricultor, dispensando a criação de novas áreas. “Em Figueirão temos o exemplo nítido de gado com alta rentabilidade e de qualidade, que chega a atingir peso de abate ainda enquanto bezerro”, afirma o pesquisador da Fundação MS e coordenador da unidade de pesquisa de Figueirão, Alex Marcel Melotto. “Com a inserção da agricultura naquela região, nos próximos anos os resultados serão ainda superiores, diversificando a fonte de renda do produtor e oferecendo maior qualidade ao solo trabalhado”, destaca.

O pecuarista de Figueirão, Rubinho Catenacci, foi o primeiro a expor tecnologia pecuária no Showtec e retornará na edição de 2015 apresentando resultados efetivos da integração que desenvolve na Fazenda 3R. “A produção de silagem na fazenda pagou a conta de todo o processo. O sistema integrado que já fizemos com milho e sorgo em consórcio com o capim, além de favorecer a reforma da pastagem, produziu parte da alimentação do gado, mostrando a viabilidade o cultivo de grãos onde a dedicação era voltada apenas à pecuária”, pontua.

De acordo com Catenacci além do retorno econômico a integração também tem reflexo sustentável. “Não temos mais como abrir novas áreas de pastagem, temos que melhorar as que já temos disponíveis. O produtor rural só se desenvolverá quando entender que não tem que diminuir as despesas e sim, aumentar a receita, colocando a pecuária e a agricultura para caminharem juntas”, enfatiza ao ressaltar que a experiencia do consórcio em Figueirão corrigiu a fertilidade do solo, deixando-o mais produtivo.

Para o presidente da Fundação MS, Luís Alberto Moraes Novaes, tanto a pecuária precisa da agricultura, quanto a agricultura precisa da pecuária. “Apresentaremos mais claramente o motivo dessa integração durante o Showtec, mas adianto que o agricultor que produz apenas de soja, está enfrentando uma série de problemas pela falta de rotacão de culturas. E ai entra a oportunidade de renda com a pecuária, após a colheita da soja e instalada as forrageiras. Torna-se um casamento perfeito”. Novaes também defende o sistema agropastoril como forma de desenvolvimento sustentável. “É necessário verticalizar e incluir tecnologia, para que os animais de maior qualidade possam mostrar efetivamente seu potencial genético”.

O Showtec 2015 reunirá nesta edição representantes de todos os setores da agropecuária, com tecnologias voltadas para a agricultura, para a pecuária de leite e de corte, agricultura familiar, setor químico, de sementes, máquinas e implementos. A programação contemplará palestras técnicas e lançamentos de produtos inovadores que favoreçam a rentabilidade da agropecuária.