Canais de Notícia

Sustentabilidade

Publicada em 12/11/2014

Técnica da ILPF é opção para aumentar a lucratividade

Alternativa eleva produtividade e recupera áreas degradadas.

Da Famasul

De pastagem degradada à terra fértil, aliando diferentes sistemas produtivos e garantindo aumento nos lucros. Essa é a promessa do sistema que integra lavoura, pecuária e floresta – ILPF em uma mesma propriedade rural. A técnica é um dos temas do seminário “Biomassa e madeira nobre: Novas Oportunidades de Negócios”, evento do Programa Mais Floresta, que acontecerá nos dias 13 e 14 de novembro no auditório do Sistema Famasul.

A proposta do sistema ILPF é associar o plantio e manejo de árvores com pastagens e lavouras agrícolas para produzir madeira com qualidade superior e agregar valor ao produto final nos três cultivos. “O sistema intensifica o uso da terra tornando o solo mais fértil, quebra o ciclo de pragas e doenças comuns em determinados cultivos além de diversificar a produção aumentando assim a renda do produtor”, ressalta o pesquisador da Embrapa Gado de Corte, André Dominghetti, que ministrará a palestra “Componente Florestal no Sistema ILPF”, no evento.

Sistema de integração consolidado pelos experimentos da Embrapa Gado de Corte, o ILPF foi apresentado no ano passado em uma exposição realizada em Nova Iorque mostrando as potencialidades de Mato Grosso do Sul. A técnica foi apresentada em livro e representou o desenvolvimento do setor agropecuário do Estado.

Por se tratar de um sistema que reúne diferentes culturas, e apesar de ser uma alternativa que garante resultados positivos, o pesquisador reforça a importância do produtor fazer análise detalhada antes da implantação. “É preciso entender detalhadamente como funciona a integração e ter em mãos informações precisas sobre as tecnologias indicadas para a eficácia do sistema”, conclui o pesquisador.

Durante a palestra, os participantes terão acesso aos projetos em execução na Embrapa Gado de Corte a partir de diferentes sistemas produtivos como o cultivo de grãos, fibras, carne, leite e agroenergia. Na ocasião, também serão apresentadas as regiões favoráveis à adoção do sistema e os benefícios ambientais gerados com a neutralização do efeito estufa a partir do plantio de eucaliptos.

Mais Floresta

O seminário ‘Biomassa e madeira nobre: novas oportunidades de negócios’ faz parte do programa Mais Floresta, desenvolvido pelo Senar/MS - Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. O evento apresentará perspectivas e oportunidades da cadeia produtiva da madeira com a união de espécies de ciclo curto, médio e longo para produtores rurais, empresários, investidores, profissionais liberais e técnicos, além de outros segmentos da sociedade. O objetivo é consolidar o potencial regional para atividades ligadas à silvicultura no Mato Grosso do Sul.

O primeiro dia do evento (13) consistirá num ciclo de palestras realizado na sede da Famasul. A segunda etapa do evento (14) é um dia de campo, com apresentação de máquinas, equipamentos e produtos para o plantio de eucalipto e mogno e processos de plantio, na sede da Embrapa Gado de Corte. Para mais informações, acesse: http://senarms.org.br/projetos/mais-floresta/

O Sistema Famasul é uma das 27 entidades sindicais que integram a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Como representante do homem do campo, põe seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização do homem do campo. O produtor rural sustenta a cadeia do agronegócio, respondendo diretamente por 17% do PIB sul-mato-grossense.