Canais de Notícia

Sustentabilidade

Publicada em 28/11/2012

ETH Bioenergia recebe o Selo Empresa Amiga da Criança

A empresa é destaque por suas ações e investimentos em saúde e educação que já beneficiaram quase 20 mil crianças e adolescentes

Da Redação*

A ETH Bioenergia, braço do grupo Odebrecht no setor sucroenergético, recebeu o Selo “Empresa Amiga da Criança”, concedido pela Fundação Abrinq e pela Save The Children por assumir compromissos em benefício da infância e adolescência, realizando ações sociais para o público interno e para a comunidade onde as suas Unidades Agroindustriais estão instaladas.

Entre os principais programas da empresa com foco em crianças e dos adolescentes está o Energia Social para a Sustentabilidade Local que reúne ações e investimentos realizados junto às comunidades e governo local, visando o desenvolvimento sustentável e bem estar nas regiões de atuação da ETH. Ao todo, desde 2010, estão em desenvolvimento 37 projetos nas nove cidades, somando investimento de R$ 11,6 milhões. O programa tem como prioridade as áreas de educação, cultura, atividades produtivas, saúde, segurança e preservação ambiental e já beneficiou mais de 43 mil pessoas.

Com o intuito de mobilizar a sociedade para questões relacionadas aos direitos das crianças e dos adolescentes, a Fundação Abrinq, criada em 1990, sem fins lucrativos, tem como referência o Estatuto da Criança e do Adolescente (1990), além da Convenção Internacional dos Direitos da Criança (ONU, 1989) e a Constituição Federal Brasileira.

“Como uma empresa da Organização Odebrecht, temos como valor para nosso negócio a sustentabilidade e o selo comprova o compromisso da ETH no desenvolvimento de ações efetivas em prol dos direitos estabelecidos, contribuindo para melhorar a qualidade de vida de crianças e adolescentes das comunidades próximas as nossas operações”, garante o presidente da ETH, Luiz de Mendonça.

Entre os compromissos assumidos tanto pela ETH, bem como pela outras 830 empresas “Amigas da Criança”, inclui não explorar o trabalho infantil e não empregar adolescentes em atividades noturnas, perigosas e insalubres; realizar ações de conscientização dos clientes, fornecedores e comunidade sobre os prejuízos do trabalho infantil; além de alertar que a comprovação de trabalho infantil causará rompimento de contrato; desenvolver ações em benefício de crianças e adolescentes, filhos de integrantes e para comunidade onde atua, nas áreas de educação, saúde e assistência social.

Entre os projetos desenvolvidos pela ETH Bioenergia para a criança e o adolescente estão:

No Polo São Paulo, que inclui as Unidades Alcídia e Conquista do Pontal, dentro do Programa Energia Social para a Sustentabilidade Local foram desenvolvidos projetos como o curso de Pós-Graduação em Psicopedagogia no município de Mirante do Paranapanema para capacitar 80 professores da rede pública para trabalhar com alunos com déficit de aprendizagem. A empresa também promoveu oficinas culturais envolvendo artesanato, dança, literatura e teatro com o objetivo de resgatar a cultura local.

No Estado do Mato Grosso, a ETH inaugurou, recentemente, por meio do Programa Energia Social para a Sustentabilidade Local e em parceria com a Prefeitura de Alto Taquari, a primeira Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal da região com dois leitos Neonatal e dois leitos adultos para proporcionar melhor estrutura hospitalar no atendimento de gestantes em situação de risco e de recém-nascidos em condições delicadas (Foto em destaque – Crédito: Divulgação/ETH).

Além das ações do Programa Energia Social para a Sustentabilidade Local desenvolvidas no Mato Grosso do Sul, também se destaca o Programa Broto de Gente, desenvolvido na cidade de Deodápolis. Criado para atender filhos de integrantes da Unidade Eldorado, instalada no município Rio Brilhante, o projeto atende crianças e adolescentes com reforço escolar nas disciplinas de Português e Matemática. Em seis anos, o projeto atendeu 400 crianças e 700 adolescentes, somando investimento de R$ 2,4 milhões.

Para resgatar a cultura, principalmente as cantigas, cirandas, estórias e rezas tradicionais do município de Costa Rica, no Mato Grosso do Sul, a empresa produziu um livro e CD com esse material que será utilizado pela Rede Municipal de Ensino em oficinas com alunos e professores de educação infantil.

Além disso, há outros programas que abrangem as nove regiões de atuação da ETH, como o projeto Cine Energia Social, que exibe filmes educativos e documentários para despertar o interesse das crianças pela temática da sustentabilidade. Em três anos, foram realizadas 220 exibições, totalizando 13.575 participantes.