Canais de Notícia

Sustentabilidade

Publicada em 08/01/2014

Fibria apresenta balanço positivo de sequestro de carbono

Duplicar a absorção de carbono faz parte das metas de longo prazo da empresa, previstas para serem cumpridas até 2025.

Da assessoria

Duplicar a absorção de carbono na atmosfera é uma das metas de longo prazo da Fibria e a atualmente, a Unidade Mato Grosso do Sul possui uma proporção de sequestro de carbono de 2,79 toneladas de CO2eq por 1 tonelada de celulose produzida.

O número, considerado um bom indicador, é possível devido a Unidade ser nova e utilizar as mais modernas tecnologias que permitem a redução na utilização de combustíveis fósseis.

De acordo com as metas de longo de prazo, a companhia pretende aumentar o sequestro líquido de 5,5 milhões de tCO2eq/ano, registro de 2011, para 11,1 milhões de toneladas de carbono equivalente por ano até 2025, por meio de áreas de florestas (plantios de eucalipto, reservas nativas e restauração de áreas degradadas com espécies nativas).

Benefícios

O aumento do sequestro de carbono proporciona a redução da concentração na atmosfera de gases de efeito estufa, isso porque as árvores absorvem mais carbono (CO2) durante sua fase de crescimento. Como o ciclo do eucalipto no Brasil é curto, com duração de seis a sete anos, e dos mais produtivos do mundo, as florestas plantadas com fins industriais dessa espécie são altamente eficientes na captura de carbono.

Nas áreas onde as florestas são plantadas, na medida em que se colhe uma árvore, outra muda é plantada em seu lugar, dando início a um novo ciclo de absorção de carbono. Além da absorção anual, as florestas plantadas são também um importante estoque de carbono. Isso porque apenas 1/7 da área é colhida e plantada por ano, enquanto 6/7 permanecem crescendo.

De acordo com os resultados do inventário de emissão de gases de efeito estufa de 2012, os plantios de eucalipto da Fibria e suas reservas nativas sequestraram mais de 17 milhões de toneladas de carbono equivalente, sendo cerca de 16 milhões nos plantios de eucalipto e mais de 1 milhão em área de conservação da companhia.