Canais de Notícia

Sustentabilidade

Publicada em 29/10/2013

Festival reúne mais de 200 variedades de flores e plantas em MS

O evento acontece no período de 31 de outubro a 10 de novembro, das 9h às 21h, no Armazém Cultural, em Campo Grande.

Da Redação

Begônias, rosas, dálias, antúrios, violetas, cravos, tuias, samambaias, tulipas, cactos, orquídeas, lírios, gérberas, manacás da serra, bonsais, mudas frutíferas e outras espécies estarão expostas e à venda durante o 13º Festival das Flores e Plantas de Holambra. O evento acontece no período de 31 de outubro a 10 de novembro, das 9h às 21h, no Armazém Cultural, em Campo Grande.

Organizado e promovido pelo Centro Espírita Beneficente União do Vegetal, com apoio das Obras Sociais da Casa da União Lar de Santana – entidades de utilidade pública e sem fins lucrativos –, o maior e mais tradicional festival de flores em Mato Grosso do Sul vai expor mais de 200 variedades de flores e plantas. A exemplo do que aconteceu na edição anterior, a feira também terá espaço destinado à praça de alimentação.

Segundo o coordenador do 13º Festival das Flores e Plantas de Holambra, Paulo Góes, o evento já é parte integrante do calendário turístico de Campo Grande. “A cada edição da feira, a cidade fica mais bonita e colorida. É a oportunidade que temos de apreciar inúmeras variedades de flores e plantas”, explica Paulo. Segundo ele, no local também estarão sendo comercializados, a preços acessíveis, biofertilizantes e adubo natural. “Uma novidade para quem quer aprimorar os cuidados com o jardim é o chá de húmus”, ressalta.

Ânimo e humor

Estudos realizados pelo médico inglês Edward Bach, nascido em 24 de setembro de 1886 e que deram origem às diversas terapias fundamentadas em florais, afirmam que o poder das flores é capaz de mudar o ânimo e o humor de uma pessoa. “Devido às suas vibrações elevadas, certas flores, árvores e arbustos silvestres têm o poder de elevar nossas vibrações humanas”, escreveu Bach.

De acordo com alguns especialistas, as pequisas de Bach mostram que há uma sintonia positiva entre os seres humanos e as plantas, que é capaz de produzir sensações de bem estar e de alegria. “Toda vez que me sinto estressada procuro estabelecer qualquer tipo de contato com flores e plantas”, comenta dona de casa Albana Vieira Ferraz, que também faz uso de florais para combater sintomas de ansiedade.

Origem das rosas

Plantas e flores têm diferentes origens. As rosas, segundo relatos antigos, vêm dos babilônios, egípcios e gregos, que já usavam a flor tanto na decoração, como nos cuidados com o corpo em banhos de imersão.

Na Babilônia, o rei Nabucodonosor mandou plantá-las nos célebres Jardins Suspensos para encantar sua rainha Semíramis, que gostava muito do perfume das rosas. No Egito, Cleópatra teria ordenado que o chão do seu palácio fosse coberto até a altura dos joelhos com pétalas da planta, com a finalidade de encantar o imperador Marco Antônio. Na Grécia, a rosa foi consagrada símbolo de Afrodite, deusa do Amor.

Além de algumas espécies de rosas, outras variedades de flores e plantas que serão novamente expostas e vendidas em Campo Grande são procedentes de Santo Antônio de Posse (SP), onde se situa o entreposto comercial da cooperativa Veiling Holambra (80 hectares), o maior da América do Sul. Fundada por holandeses, Holambra, a conhecida “Cidade das flores”, fica ao lado dela.