Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 09/08/2013

Antes de geadas, MS deveria colher 43,8 mi de t de cana, diz Conab

Conab levantou expectativa de produção para a safra antes de geadas atingirem parte dos canaviais.

Anderson Viegas

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizou entre os dias 7 e 20 de julho o segundo levantamento para a safra 2013/2014 de cana-de-açúcar. Em Mato Grosso do Sul, o trabalho foi concluído poucos dias antes da chegada de uma frente fria que provocou geadas em vários municípios, o que afetou parte dos canaviais e pode, conforme nota divulgada na época pela Associação dos Produtores de Bioenergia (Biosul), influenciar na expectativa de produção.

Neste levantamento da Conab, que foi divulgado nesta quinta-feira (8), mas que contém dados anteriores as geadas, o órgão aponta que Mato Grosso do Sul deveria ter um aumento de 18,70% na moagem de cana neste ciclo frente ao anterior, passando de 36,9 milhões de toneladas para 43,8 milhões de toneladas.

A estimativa da Conab apontou que antes de parte dos canaviais do Estado serem afetados pelas geadas, Mato Grosso do Sul tinha a previsão de que o crescimento de produção dos dois principais produtos do setor sucroenergético acompanharia o ritmo de incremento da moagem.

A produção de açúcar, por exemplo, passaria, conforme a Conab, de 1,741 milhão de toneladas para 2,026 milhões de toneladas, o que representaria um aumento de 16,33%, enquanto que a de etanol teria um incremento de 14,19%, saltando de 1,915 bilhão de litros para 2,187 bilhões de litros.

Nos próximos dias a Biosul deve se reunir com seus associados para analisar a situação da safra sul-mato-grossense de cana-de-açúcar após as geadas.