Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 11/09/2018

MS perde produção de milho equivalente a de SC com quebra na safrinha

A produção da safrinha de milho do estado deve sofrer uma redução de 3,073 milhões de toneladas.

Anderson Viegas

A produção da safrinha de milho de Mato Grosso do Sul deve sofrer uma redução de 3,073 milhões de toneladas no ciclo 2017/2018 frente ao 2016/2018, caindo de 9,609 milhões de toneladas para 6,536 milhões de toneladas. Isso representa uma queda de 32%, segundo levantamento divulgado nesta terça-feira (11), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O volume dessa perda é equivalente, conforme a Conab, a produção total do cereal (contando a primeira e segunda safras) de 19 estados do país, incluindo alguns grandes produtores, como Santa Catarina, que nesta temporada vai colher 2,551 milhões de toneladas e a Bahia, com 2,294 milhões de toneladas.

De acordo com a companhia, se confirmada na colheita, que está em processo de finalização, a retração prevista, Mato Grosso do Sul vai obter neste ciclo o segundo pior desempenho das últimas seis safrinhas.

No ciclo 2012/2013, colheu 7,451 milhões de toneladas; no 2013/2014, 7,954 milhões de toneladas; no 2014/2015, 9,108 milhões de toneladas; no 2015/2016, 6,125 milhões de toneladas e no 2016/2017, 9,609 milhões de toneladas.

A Conab aponta que a redução da produção do estado decorre da queda da área cultivada em 2,3%, de 1,759 milhão de hectares para 1,720 milhão de hectares e da produtividade ter caído 30,4%, de 91 sacas por hectare para 63,3 sacas por hectare.

A queda da produtividade, segundo a avaliação técnica do levantamento, foi provocada pela influência negativa do clima. Um período de estiagem superior a 40 dias, combinado com altas temperaturas (veranico) atingiu as lavouras do sudoeste, sul e sudeste do estado, após o mês de abril, afetando o desenvolvimento das lavouras.