Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 09/08/2018

Perdas na safrinha devem provocar redução de 10,2% na produção total de grãos de MS

Com a perda, o milho, que nos últimos anos liderou o ranking estadual de produção, deve perder a posição para a soja.

Anderson Viegas

As perdas de 29,3% na produção de milho safrinha em Mato Grosso do Sul, com o volume caindo de 9,609 milhões de toneladas para 6,794 milhões de toneladas, devem provocar uma redução de 10,2% na produção total de grãos do estado na temporada 2017/2018, de 18,784 milhões de tonelada para 16,862 milhões de toneladas, conforme o levantamento divulgado nesta quinta-feira (9), pela Companhia Nacional de Abastecimento.

De acordo com a Conab, as perdas na safrinha foram ocasionadas pelas condições climáticas adversas deste ciclo, como a estiagem e precipitações abaixo da média entre os meses de maio e junho, em algumas das principais regiões produtoras do estado. A produtividade média que na temporada passada foi de 91 sacas por hectare deve cair nesta para 65,8 sacas por hectare.

Com essa perda, a produção total de milho em Mato Grosso do Sul, somando a colheita da primeira e segunda safras deve chegar a 6,936 milhões de toneladas. A cultura, que nos últimos anos liderou o ranking estadual em volume, deve perder a posição neste ciclo para a soja, cuja produção atingiu o recorde de 9,600 milhões de toneladas. Esse número representou um incremento de 11,9% frente ao ciclo passado, quando os sojicultores sul-mato-grossenses colheram 8,575 milhões de toneladas.