Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 06/03/2015

Plantio da safrinha de milho atinge 46,6% da área prevista

Atraso na semeadura e na colheita da soja deve afetar a cultura.

Anderson Viegas

O plantio da safrinha de milho, também chamada de safra de inverno ou segunda safra, do ciclo 2014/2015 atingiu no fim de fevereiro o percentual de 46,6% da área prevista em Mato Grosso do Sul, que deve chegar a 1,672 milhão de hectares. Os dados são do Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga), da Associação dos Produtores de Soja do estado (Aprosoja/MS).

O Siga aponta que, conforme já era esperado, o atraso no plantio e agora na colheita da soja, deve afetar a safrinha. A protelação no plantio da safra de inverno de milho desta temporada em relação a anterior, quando no fim do segundo mês do ano 55,6% das áreas já estavam semeadas, esta em 7%.

Desse modo, o relatório aponta que a semeadura do milho deve extrapolar o período previsto pelo Zoneamento Agrícola de Risco Climático, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que estabelece que as melhores condições de desenvolvimento para o cereal no estado ocorrem com o plantio sendo realizado até 10 de março.

Até o dia 27, o Siga indica que o plantio do milho safrinha estava mais acelerado nas regiões sudoeste e sudeste de Mato Grosso do Sul, onde Aral Moreira, já atingiu 70% das áreas previstas semeadas e Amambai 65%.

Por outro lado, a semeadura ocorre em ritmo mais lento no centro e norte do estado, onde os produtores de Jaraguari, por exemplo, só haviam semeado até o fim do mês passado 30% das áreas que serão ocupadas com a cultura.

O Siga revela que o plantio da safrinha de milho vem sendo ditado pelo andamento da colheita da safra de soja, já que boa parte dos agricultores que plantam o cereal adotam o sistema de rotação de culturas.

A safra de soja, também até o fim de fevereiro, estava com 61,5% das áreas já colhidas. O atraso frente ao mesmo período do ciclo passado está em 11% e o trabalho estava mais acelerado nas regiões sudeste e sudoeste do estado.