Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 20/02/2015

MS ainda tem 4 usinas moendo e safra 14/15 já supera a 13/14 de cana

Usinas moeram nesta safra 42,4 mi de t, contra 41,4 mi de t da passada.

Anderson Viegas

Levantamento da Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul aponta que até esta sexta-feira (20), quatro das 22 usinas que compõem o parque sucroenergético do estado ainda estavam moendo cana-de-açúcar da safra 2014/2015.

A entidade apontou ao CanaNews que o volume processado de cana-de-açúcar no acumulado do início da safra 2014/2015, em abril do ano passado, até 30 de janeiro deste ano, chega a 42,4 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, uma quantidade 2,40% superior a registrada na temporada 2013/2014, que foi de 41,4 milhões de toneladas.

Além de maior volume, a cana processada nesta safra, conforme a Biosul, vem apresentando uma melhor qualidade medida pelo indicador de açúcares totais recuperáveis (ATR) por tonelada de cana, que subiu de 126,58, do ciclo passado para 128,91, no atual, o que representa um incremento de 1,84%.

Nesta safra, a entidade revela que também houve uma destinação maior de matéria-prima para a produção de etanol em detrimento do açúcar. Enquanto que no ciclo passado, o percentual era de 72% a 28% para o biocombustível, neste subiu para 75% voltado a fabricação de etanol e 25% da cana para o processamento de açúcar.

Com maior quantidade de matéria-prima disponível e incremento no mix de produção, o processamento de etanol atingiu um volume recorde no estado, 2,407 bilhões de litros, 8,15% superior ao de toda a safra passada, que foi de 2,226 bilhões de litros.

Da produção deste ciclo, 617,8 milhões de litros foram de etanol anidro, que é misturado a proporção de 25% a gasolina (deve ser ampliado em breve para 27%), e 1,789 bilhão de litros de hidratado, que é vendido diretamente nos postos de combustível.

A projeção da Biosul é que até a próxima semana as quatro usinas que ainda estão moendo façam o encerramento da safra.