Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 09/02/2015

Quebras de até 50% ameaçam médias de Mato Grosso do Sul

Técnicos da Expedição Safra passaram pelo estado na semana passada.

Da Expedição Safra

As primeiras semanas de colheita em Mato Grosso do Sul mostram variação além da prevista na produtividade de áreas vizinhas ou pertencentes a um mesmo produtor de soja. A Expedição Safra confere as previsões dos produtores e registra que as estimativas para médias regionais estão sendo reduzidas em até 17%, na comparação com o potencial previsto no plantio, ou 4%, ante a temporada 2013/14.

Em São Gabriel do Oeste (Centro-Norte), o agricultor Ari Silveira — que colheu 46 de um total de 800 hectares — estima perdas de 50% (de 60 para 30 sacas por hectare) em 38% das lavouras. Em Naviraí (Sul), Alexandre Pallharini conta que áreas de 20 sacas por hectare vão derrubar sua produtividade média do potencial de 60 para 54 sacas por hectare.

O estado ainda tem condições de superar a média de 46 sacas por hectare do ano passado, aponta o agrônomo Leonardo Carlotto, da Federação da Agricultura (Famasul). A cooperativa Copasul, de Naviraí, prevê recuo de 47 (2013/14) para 45 sacas por hectare, conforme o gerente técnico Antônio José Meireles.

Participam da Expedição em Mato Grosso do Sul o engenheiro agrônomo Luiz Tadeu Jordão, doutorando com atuação na área de solos, e o consultor Jorge Gracioli, consultor da INTL FCStone. A sondagem levanta informações sobre as condições de produção da soja e do milho de verão bem como dados relacionados ao mercado e às estratégias de comercialização.