Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 12/12/2014

Eldorado Brasil Celulose comemora dois anos de inauguração

Período é marcado por investimentos em capacitação e desenvolvimento.

Da Eldorado

Já consolidada no mercado internacional como uma das principais fabricantes de celulose branqueada do mundo, a Eldorado Brasil (www.eldoradobrasil.com.br) completa hoje dois anos de inauguração, com sucessivos recordes de desempenho e uma gestão baseada em inovação, competitividade, sustentabilidade e no desenvolvimento de pessoas e da comunidade. “Em curto prazo, já conseguimos bons resultados operacionais e de desempenho, que nos colocam em posição de destaque no setor. Isso graças ao conjunto de ações focadas na qualidade da nossa celulose, que passa por todas as áreas”, afirma o presidente da empresa, José Carlos Grubisich.

Ao longo destes 24 meses, a Eldorado conseguiu ampliar a capacidade nominal inicial da fábrica de Três Lagoas de 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano para 1,7 milhão de toneladas. A estratégia comercial de sucesso está apoiada na diversificação da base de clientes, permitindo o aumento de vendas tanto no mercado externo, que representa 89% do destino da celulose da Eldorado, quanto no interno.

Dando prosseguimento a sua meta de crescimento, a companhia ainda obteve a licença do Instituto de Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul (Imasul) para implantação de uma nova linha de produção, com capacidade de até 2,3 milhões de toneladas por ano.

Na área florestal, desde a inauguração foram plantados cerca de 100 mil hectares de eucalipto, uma média de 31 mil árvores por hora. Essas novas mudas praticamente dobraram as florestas próprias da empresa, que deve encerrar 2014 com aproximadamente 200 mil hectares, o equivalente a 250 mil campos de futebol.

Nestes dois anos, a empresa investiu em inovação na silvicultura, adotando agricultura de precisão para reduzir o consumo de insumos, o uso de drones para monitoramento e mapeamento de áreas e também inteligência artificial (redes neurais). Tudo isso para garantir o abastecimento da fábrica com matéria-prima de qualidade e reduzir o impacto ambiental. A empresa possui certificações internacionais que validam o manejo florestal, garantindo que nenhuma floresta nativa foi extraída ou retirada para produção de celulose.

Para assegurar a eficiência logística, a empresa está construindo um terminal próprio no Porto de Santos, já com importantes ganhos de competitividade.

Apostando na primarização de serviços, ou seja, na contratação de colaboradores que antes eram terceirizados, a empresa aumentou em mais de 40% o número de funcionários (4.406, ante a 3.144, em dezembro de 2013). E, para garantir o sucesso da operação da maior e mais moderna fábrica de celulose do mundo, investe em programas de desenvolvimento – serão 100 mil horas de treinamento neste ano –, voltados para as áreas técnicas, comportamental, ambiental, segurança e  liderança. “Nós acreditamos que um negócio de sucesso passa pela valorização de colaboradores e por seu desenvolvimento”, afirma Grubisich.

Envolvimento com a comunidade

A Eldorado também se preocupa com as comunidades vizinhas às suas operações e, desde a construção da fábrica, apoia iniciativas e projetos de forma a estimular o desenvolvimento local, proporcionando uma melhor qualidade de vida a seus colaboradores e suas famílias.

Só neste ano, a empresa anunciou investimento em diversas obras de melhoria em Água Clara, Aparecida do Taboado, Três Lagoas, Inocência e Selvíria, todas como foco em saúde e educação, como construção e reformas de escolas, creches e postos de saúde. Também foram entregues a nova sede do projeto de educação ambiental Patrulha Florestinha e equipamentos a prefeituras e ao Senai. Os assentamentos da região receberam atenção especial, recentemente, a companhia entregou 35 kits do programa de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (Pais) para famílias do Pontal do Faia e Cinturão Verde (Três Lagoas) e São Joaquim e Canoas (Selvíria).