Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 24/10/2014

Odebrecht Agroindustrial quer ampliar em 31% a moagem até a safra 16/17

Companhia quer chegar as 29,5 milhões de toneladas processadas.

Anderson Viegas

A Odebrecht Agroindustrial quer ampliar em 31% a moagem de cana-de-açúcar registrada no ciclo passado (2013/2014), 22,5 milhões de toneladas, até a safra 2016/2017, chegando as 29,5 milhões de toneladas. Os dados estão entre os objetivos e metas da companhia para o médio e longo prazo apresentados no relatório anual da temporada anterior.

Conforme o relatório, a empresa não “arrefeceu seus objetivos e suas metas”, mesmo diante da crise que o setor sucroenergético atravessa. Pelo contrário, estabeleceu metas audaciosas de curto e médio prazos, como elevar em 19% o processamento de cana durante a safra 2014-2015, alcançando 26,8 milhões de toneladas.

Esse volume de processamento, de acordo com a projeção da empresa, permitirá a companhia produzir 1,9 bilhão de litros de etanol e 658 mil toneladas de açúcar e fornecer biomassa suficiente para a cogeração de 1,9 mil GWh de energia elétrica exportável.

Até o ciclo 2016/2017, a Odebrecht Agroindustrial pretende produzir por temporada 2,1 bilhões de litros de etanol, 700 mil toneladas de açúcar e cogerar 3,2 mil GWh de bioeletricidade exportável.

O investimento previsto pela companhia para atingir esses objetivos é de R$ 800 milhões no ciclo 2014/105 e R$ 500 milhões na safra 2015/2016 e 2016/2017.