Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 10/10/2014

Chuva atrapalha e MS colhe menos cana-de-açúcar em setembro

Usinas tiveram que interromper a moagem entre 5 e 6 dias no mês.

Da Biosul

Levantamento da Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul) aponta que na segunda quinzena de setembro foram processadas 1,94 milhões de toneladas de cana, 19% a menos que na mesma quinzena da safra passada. O volume acumulado de cana-de-açúcar processada foi de 28,75 milhões de toneladas, 8,13% menor em relação ao ano passado.

O índice que mede a qualidade da matéria prima, o ATR/TC (Açúcares Totais Recuperáveis por tonelada de cana) atingiu 143,29 kg na quinzena , volume 5% maior ao da safra passada, no acumulado atingiu 128,36 kg.

Até agora foram produzidas 877 mil toneladas de açúcar, quantidade 20% menor que a produção registrada anteriormente, que foi de 1,09 milhão de toneladas.

Dados referentes à produção de etanol registram que o acumulado até a primeira quinzena de setembro foi de 385,6 milhões de litros de etanol anidro e 1,25 bilhão de litros de etanol hidratado, resultando 1,63 bilhão de litros de biocombustível produzido, volume praticamente igual a safra 2013/2014.

Segundo o Presidente da Biosul, Roberto Hollanda, apesar de ter chovido menos que a média, ocorreram dias concentrados de precipitações e isso fez com que as usinas parassem de 5 a 6 dias, prejudicando a produção da safra. “A boa notícia boa é de que mantivemos a qualidade da matéria prima maior que a safra passada”, comentou.