Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 02/09/2014

Vazio sanitário do algodão começa no dia 16 de setembro em MS

Proibição do cultivo visa facilitar o controle do bicudo nas lavouras.

Anderson Viegas

Começa no dia 16 de setembro o vazio sanitário do algodão em Mato Grosso do Sul. A data foi estipulada em resolução da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo de Mato Grosso do Sul (Seprotur), que foi publicada na edição de segunda-feira (1º), do Diário Oficial do Estado.

Segundo a resolução, o vazio sanitário, período em que os produtores são proibidos de fazer o cultivo da algodoeiro como medida para controlar a incidência do bicudo nas lavouras do Estado, vai até 30 de novembro.

Na mesma resolução, a Seprotur amplia ainda o prazo para que os produtores de algodão de 13 municípios das regiões Norte e Central do Estado façam a destruição dos restos culturais dos algodoeiros. A ação também é parte das medidas sanitárias adotadas contra o bicudo.

O prazo inicialmente previsto previsto para que a destruição das soqueiras fosse concluída era 31 de agosto, conforme resolução de 2005 da própria Seprotur, mas a exemplo do que ocorreu em anos anteriores, a pedido dos produtores, a data final foi prorrogada.

A medida é válida para os cotonicultores dos municípios de Água Clara, Alcinópolis, Bandeirantes, Camapuã, Cassilândia, Chapadão do Sul, Costa Rica, Coxim, Figueirão, Pedro Gomes, Rio Verde, São Gabriel do Oeste e Sonora.