Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 15/08/2014

Clima favorece e colheita do milho chega a 60% em MS

Segundo Siga, cerca de 942 mil hectares já foram colhidos.

Da Famasul

As condições climáticas favoreceram a colheita do milho safrinha em Mato Grosso do Sul. As colheitadeiras já retiraram os grãos de 942 mil hectares, o equivalente a 60% da área total cultivada com o cereal no Estado. Os dados coletados pela equipe Siga – Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio, foram divulgados pela Aprosoja/MS – Associação dos Produtores de Soja de MS.

A colheita está mais adiantada na região Norte de Mato Grosso do Sul, somando 60,8%, enquanto que ao Sul, devido o plantio mais tardio do milho, a colheita chega aos 52,4% do total da área cultivada. v

Ao Norte de Mato Grosso do Sul os municípios de Chapadão do Sul e Jaraguari são os mais adiantados, com 80% da área colhida, seguidos por Costa Rica (75%) e Coxim (70%). Entre os municípios do Sul, Rio Brilhante sai na frente com 70% da área já colhida, seguido de Itaporã (65%), Amambaí (62%), Douradina e Fátima do Sul (60%). Maracaju e Dourados, cidades com maior representatividade agrícola, já colheram 45% e 40% de suas áreas cultivadas com milho safrinha, respectivamente.

Segundo a Associação, 30% da safra já foi vendida antecipadamente. Para o vice-presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto, a comercialização pode ganhar ritmo com a inclusão de Mato Grosso do Sul no leilão de Pepro (Prêmio Equalizador pago ao Produtor Rural). “O Pepro leiloará mais 75 mil toneladas do Estado, isso dá suporte à comercialização do milho, garantindo o preço mínimo ao produtor e melhor condição de pagamento do custeio”, finaliza Bortolotto.

A estimativa da Aprosoja/MS é de que os agricultores colham nesta safrinha cerca de 7,4 milhões de toneladas de milho. A previsão é de que a colheita de milho seja encerrada na primeira semana de setembro.