Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 13/11/2013

Usinas brasileiras já moeram 86,9% do total de cana previsto para safra

No acumulado da safra, empresas já processaram 510 milhões de toneladas de cana-de-açúcar.

Do CanaNews

As usinas sucroenergéticas do Centro-Sul do Brasil moeram no acumulado desde o início da safra 2013/2014 até o dia 1º de novembro, 510 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. O volume representa 86,9% do total previsto para o ciclo, que é 587 milhões de toneladas, conforme dados divulgados nesta terça-feira (11), pela União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica).

Se confirmada a projeção que foi apresentada pela Unica em outubro deste ano, o setor deve ter um incremento no processamento de matéria-prima nesta safra de 10,1% em comparação com o ciclo 2012/2013, quando foram moídas 532,7 milhões de toneladas.

O volume acumulado até 1º de novembro frente ao mesmo período do ano passado, quando haviam sido processadas 455,4 milhões de toneladas, representa um crescimento de 11,9%.

O diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, diz que até o momento apenas seis usinas encerraram a produção nesta safra, um número bem menor do que as 24 que haviam concluído o processamento na mesma data no ano passado. Esse comportamento, conforme ele, confirma a expectativa de uma produção recorde no Centro-Sul.

De acordo com a Unica, no acumulado desta safra, a produção de etanol no País atingiu os 21,8 bilhões de litros, uma alta de 19,7% em relação ao último ano, sendo que desse total, 12,3 bilhões de litros foram de hidratado e 9,4 bilhões de litros de anidro.

Já a fabricação de açúcar chegou a 29,5 milhões de toneladas, apenas 0,7% maior do que a registrada no mesmo intervalo de tempo na safra passada, que era de 29,3 milhões de toneladas.

Para o diretor da Unica, os volumes de produção observados até o momento confirmam a previsão da entidade de uma safra mais alcooleira. “Apesar do crescimento da moagem em torno de 12%, a produção de açúcar continua praticamente idêntica àquela observada no último ano”.