Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 16/10/2013

Eldorado Brasil atingi novo recorde no setor de celulose

Empresa com menos de 11 meses alcança capacidade singular de um milhão de toneladas.

Eldorado

A Eldorado Brasil, a maior e mais moderna fábrica de celulose do mundo, iniciou a produção há menos de um ano e, desde o projeto de construção, não para de lançar tendências e bater recordes no setor. A planta, instalada na cidade de Três Lagoas (MS), conquistou mais um resultado inédito: produziu 1 milhão de toneladas de celulose branqueada de eucalipto em 317 dias, um novo recorde para o setor.

“Produzir a primeira tonelada é um marco importante na vida de qualquer empresa. Conquistar mais este recorde mostra que o projeto da Eldorado tem um nível de execução exemplar. Foi um dos poucos projetos de grande porte no País que entrou em operação no prazo do projeto e abaixo do valor inicialmente estimado dos últimos anos”, comemora José Carlos Grubisich, presidente da Eldorado Brasil. “O que nos deixa ainda mais orgulhosos é termos conquistado mais esta meta com excelente performance de qualidade. Estes resultados são frutos de muito trabalho de uma equipe dedicada, comprometida e motivada”, completa.

Ao ingressar no mercado internacional na vanguarda do setor e com espírito pioneiro, a Eldorado construiu seu polo industrial em pouco mais de dois anos, um grande desafio para uma empresa que ocupa 5,7 milhões m2 de área industrial. “Lançamos a pedra fundamental em junho de 2010 e em novembro de 2012 já estávamos produzindo celulose. Se considerarmos que a área era uma fazenda e precisamos preparar cada detalhe, desde licenças e terraplanagem, instalação de máquinas e equipamentos, até jardins e vias asfálticas, o tempo de construção foi surpreendentemente rápido”, explica o executivo.

E não é apenas em obras que a Eldorado tem se demonstrado eficiente. Com capacidade instalada para produção de 1,5 milhão de toneladas por ano, a Companhia desenvolveu tecnologias para consumir menos madeira e menos químicos no processo de branqueamento da celulose que as indústrias padrão e que a própria previsão inicial da Empresa. “Ser a maior e mais moderna indústria do setor nos permite inovar em processos e ações para melhorar cada vez a produção. Utilizar menos químicos para o branqueamento, por exemplo, implica em economia de matéria-prima e transporte e torna a celulose mais eficiência do ponto de vista econômico”, afirma Grubisich.

A Empresa que já estuda ampliar a produção para 1,7 milhão de toneladas em 2014, também foi recordista em alcançar qualidade para exportação e atingiu a curva de aprendizagem, se mostrando operacional em seis meses de operação. “Estamos quebrando todos os recordes históricos do setor de celulose. Em fevereiro já tínhamos alcançado qualidade para exportação e em julho já estávamos produzindo em nossa capacidade nominal”.

As metas também são frequentemente atingidas quando o assunto são florestas. O objetivo de plantar 50 mil hectares de eucalipto ao longo deste ano já está perto de ser conquistado. Com isso, até dezembro, a Eldorado Brasil terá cerca de 160 mil hectares de florestas plantadas, madeira suficiente para abastecer toda a primeira linha da empresa.

Mas os desafios não cessam. Com a primeira linha plenamente operacional em menos de um ano, a Empresa já iniciou o processo de licenciamento da segunda fábrica e tem planos para iniciar a construção ainda em 2014. “Estamos otimistas. O mercado internacional demanda cerca de 1 milhão, 1,5 milhão mais de celulose a cada ano. Seguindo neste ritmo, certamente continuaremos a reforçar nosso forte compromisso com funcionários, comunidade, clientes e com o desenvolvimento do setor no Brasil e no mundo”, acrescenta.