Canais de Notícia

Agrícola & Iindustrial

Publicada em 16/09/2013

Safra de cana-de-açúcar em MS alcança 26,03 milhões de toneladas

Apesar disso, setor sofre com perda de qualidade provocada pelas geadas.

Biosul

O volume de cana-de-açúcar produzido na segunda quinzena de agosto deste ano em Mato Grosso do Sul atingiu 3,5 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 5,16% se comparado ao mesmo período da safra passada, que apresentou 3,3 milhões de toneladas. Os dados fazem parte de levantamento feito pela Biosul - Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul.

Os números acumulados da produção desde o início da safra 2013/2014 até a segunda quinzena de agosto, alcançaram 26,03 milhões de toneladas, representando um acréscimo de 21,50% em relação à safra 2012/2013, que totalizou, no mesmo período, 21,42 milhões de toneladas de cana.

Apesar do crescimento da produção, o setor sucroenergético do Estado ainda sente os efeitos das geadas que aconteceram em julho e agosto deste ano. Segundo o presidente da Biosul, Roberto Hollanda Filho, “houve evolução de produção porque as usinas tiveram que acelerar o processo de colheita, para evitar a degradação ainda maior da cana atingida pelas geadas, entretanto a perda de qualidade foi evidente”.

Hollanda ressalta, ainda, que o cenário atual não apresenta muito otimismo. “Já temos a confirmação de que a safra 2013/2014 termina antes do previsto, ocorrendo uma entressafra maior que a de costume. Já a safra 2014/2015 também deve se atrasar. Isso porque a rebrota que acontece na safra atual também foi atingida pelas geadas”, salienta.

Outros dados

O volume de produção de açúcar e etanol hidratado não superou as expectativas e apresentou queda de 15,34% e 7,34% respectivamente em relação ao mesmo período da safra 2012/2013. Enquanto isso, os números do etanol anidro mostraram-se em alta, com aumento de 36,97% na produção. O etanol total também apresentou avanço, com variação de 3,74% ante a segunda produção de quinzenal de agosto da safra passada.

Quanto o número de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) produzido por tonelada de cana, houve queda de 8,12% na última quinzena, atingindo 136,95 kg.