Canais de Notícia

Economia

Publicada em 28/04/2015

Usinas de MS contrataram R$ 334,6 mi do BNDES para canaviais e estocagem

Desse total de recursos, 75,9% dos recursos, foram para a Odebrecht Agroindustrial.

Anderson Viegas

Cinco usinas de Mato Grosso do Sul contrataram R$ 344,6 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em 2014 para investimentos em expansão e renovação de seus canaviais e também para a estocagem de etanol. Os dados são de levantamento realizado pelo CanaNews no portal do BNDES na internet.

Segundo o BNDES, desse total de contratações realizadas para o setor no ano passado, 75,9% dos recursos, o equivalente a R$ 254,2 milhões foram destinadas a três plantas do grupo Odebrecht Agroindustrial: a Costa Rica, em Costa Rica; a Santa Luzia, em Nova Alvorada do Sul e a Eldorado, em Rio Brilhante.

Para a usina Costa Rica, o BNDES liberou financiamento no valor de R$ 130,6 milhões. Os recursos, conforme a instituição foram utilizados para o plantio de 28.532 hectares, sendo 27.488 hectares de novas áreas e 1.044 hectares para a reforma dos já existentes.

Já para a Santa Luzia, o banco liberou R$ 88,5 milhões, para serem aplicados no plantio de 19.344 hectares, dos quais 18.615 hectares são de novos canaviais e 729 hectares que serão reformados. Por outro lado, para a Eldorado, o empréstimo foi no valor de R$ 35 milhões e o dinheiro será investido integralmente na reforma de 7.520 hectares de canaviais.

Além das três plantas da Odebrecht Agroindustrial, a instituição de fomento também liberou recursos para a usina Vale do Ivinhema, planta do grupo Adecoagro, em Ivinhema, no valor de R$ 55 milhões, como capital de giro para a armazenagem de etanol e R$ 25,3 milhões para a Iaco, em Chapadão do Sul, investir no plantio de 7.801 hectares de canaviais, sendo 6.770 hectares de áreas de expansão.