Canais de Notícia

Economia

Publicada em 09/04/2015

Para amenizar crise, deputado propõe redução do ICMS da mandioca em MS

Custo de produção está em R$ 210 a t, mas produtores estão recebendo só R$ 150 a t.

Da assessolria

A atual crise da mandioca tem efeitos dramáticos na vida dos produtores, pois o custo de produção está mais de R$ 210 a tonelada e o preço mínimo, R$ 170, enquanto o preço pago pelas fecularias está em torno de R$ 150 reais. Diante disso, o deputado Renato Câmara propôs a isenção temporária do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) como uma resposta imediata para as necessidades dos produtores.

Com essa medida, o produtor teria condições competitivas de comercializar seu produto em outros estados, não perdendo a raiz na roça por não ter onde entregar. Assim, seria necessário mais de um ano para que as indústrias locais processassem toda a produção de Mato Grosso do Sul.

Para o deputado Renato Câmara, o Estado abriria mão do ICMS num primeiro momento, porém essa renúncia seria compensada pelo fortalecimento do comércio. Desta forma, o produtor que perderia sua renda, com a venda vai pagar seus compromissos bancários e particulares, movimentando o comércio local.

O deputado também solicitou no plenário que a Comissão de Agricultura, Pecuária e Políticas Rural, Agrária e Pesqueira convoque uma reunião com a indústria, entidades dos produtores, instituições e Governo para buscar uma solução para a crise do setor.