Canais de Notícia

Economia

Publicada em 02/04/2015

Moka e Kátia Abreu discutem incentivos ao setor de florestas plantadas

Setor pede apoio para crescer ainda mais no estado e no país.

Da assessoria

O senador Waldemir Moka (PMDB) acompanhou, a convite do Instituto Brasileiro de Florestas (IBA), audiência entre o setor de florestas plantadas e a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, na tarde desta quarta-feira (1).

Junto com a presidente do IBA, Elizabeth de Carvalhaes, estavam várias lideranças do segmento, e, ainda, da indústria de celulose. Até final do ano passado, o setor de florestas plantadas mantinha vínculo com o Ministério do Meio Ambiente, quando oficialmente passou à órbita do Mapa.

Segundo informou o senador Moka, identificado como tendo uma atuação política voltada para a defesa das florestas plantadas como de benefício ao meio ambiente, “no momento o setor de florestas plantadas permite o sequestro de 1,7 bilhão de toneladas por ano de carbono da atmosfera”.

Sequestro de carbono é um processo de remoção de gás carbônico. Tal processo ocorre principalmente em oceanos, florestas e outros organismos que, por meio de fotossíntese, capturam o carbono e lançam oxigênio na atmosfera.

Esse sequestro de carbono do setor de florestas plantadas representa a emissão de carbono de toda a indústria brasileira durante dois anos. Sendo o Brasil líder mundial no setor de florestas plantadas, o que garante ao país ganhos tanto econômicos quanto ambientais.

Os empresários reivindicaram do Mapa uma atuação junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária no sentido de serem agilizadas as liberações de três defensivos agrícolas, sob avaliação da Agência, únicos indicados para o setor de florestas.

De acordo com a presidente do IBÁ, Elizabeth de Carvalhaes, “o setor repassou à ministra demandas no Plano Safra 2015-2016, especialmente na concessão de créditos aos produtores do segmento”.

Ainda de acordo com Elizabeth, “nos próximos dias o IBÁ estará alimentando o Mapa com uma série de dados, expondo a realidade do setor e possibilitando à ministra avaliar as demandas do nosso segmento”.

Ficou acertado entre os líderes do setor de florestas plantadas e o Ministério da Agricultura a realização de reuniões nos próximos dias envolvendo todos os secretários do Mapa para encaminhamento das reivindicações apresentadas nessa audiência.