Canais de Notícia

Economia

Publicada em 23/02/2015

Saldo semanal ainda esta positivo para a soja na bolsa de Chicago

Câmbio também contribuiu para manter estáveis os preços internos.

Da Agrinvestor Intelligence

Os preços da soja no mercado futuro da Bolsa de Chicago fecharam a sexta-feira em baixa, com desvalorização de até 9 pontos nos vencimentos mais próximos. Na semana, porém, o saldo líquido ainda foi positivo, com o contrato referencial da safra brasileira e sul-americana (maio) fechando acima de 10 dólares o bushel, com 8 pontos de ganhos sobre o fim da semana anterior. O spread entre maio e o contrato referencial da próxima safra norte-americana (novembro) recuou para 22 pontos a favor de maio (era de 23 uma semana antes).

Foi um dia de realização de lucros, após o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) ter indicado que os estoques americanos devem crescer novamente na próxima temporada, mesmo com redução na produção da próxima safra do país. A produção dos EUA em 2015/16 deverá totalizar 103,4 milhões de toneladas, contra 108 milhões na última safra, segundo projeções divulgadas no fórum anual Agricultural Outlook. De acordo com as mesmas projeções, o preço médio ao produtor americano, que está caindo na atual temporada para 10,20 o bushel, deverá sofrer nova queda em 2015/16, para 9.00.

No mercado brasileiro de câmbio, o dólar comercial encerrou a sexta-feira com alta de 0,45%, cotado a R$ 2,878 na média entre compra e venda. Na semana, houve valorização líquida de 1,6%.

A alta do dólar compensou a queda de Chicago na sexta, mantendo estáveis os preços internos no dia e na semana. No mercado de referência do porto de Paranaguá, a semana terminou com a soja cotada a R$ 63,50 por saca, mesmo preço do final da semana anterior.