Canais de Notícia

Economia

Publicada em 12/02/2015

Manutenção em vez de troca de equipamentos resulta em economia para usinas

Período atual de entressafra é a ocasião ideal para avaliar os equipamentos.

Da assessoria

As usinas sucroalcooleiras do País costumam aproveitar o período entressafra - que em boa parte do Brasil vai do final do ano até meados de abril - para efetuar a manutenção de suas máquinas e instalações. De acordo com a fabricante de especialidades químicas Quimatic Tapmatic esta é uma ótima ocasião para avaliar se os equipamentos desgastados e danificados na safra anterior podem ser recuperados ao invés de trocados, o que representa uma economia capaz de chegar a 80%.

“Muitas vezes as usinas investem em máquinas novas de forma prematura”, alerta Daniela Lewkowitz, engenheira química da Quimatic Tapmatic. “A recuperação dos equipamentos é uma alternativa prática, segura e eficaz, que deve sempre ser considerada.”

Segundo a fabricante de especialidades químicas, grande parte das máquinas e equipamentos desgastados pela abrasão, corrosão e ataque químico presentes na moagem da cana ao longo do ano pode ser plenamente recuperada com o uso das resinas epóxi bicomponentes da linha Plasteel.

Aplicado em todos os tipos de metais, inclusive no aço inox, Plasteel preenche trincas e furos, recupera os formatos originais e forma uma barreira de alta resistência, impermeabilidade e impenetrabilidade sobre os equipamentos, protegendo contra corrosão, desgaste, cavitação e abrasão por fluxo de caldo de cana, água salina e água contaminada com areia, pedra ou cinza.

Além de custar até 80% menos que a compra de novas bombas, válvulas, roscas transportadoras, picadores, entre outros equipamentos, a manutenção com Plasteel garante aumento de produtividade às usinas. Isto por que os produtos formam uma camada de sacrifício capaz de proteger as superfícies originais por até 2 safras, sem necessidade de parada para manutenção. A camada protetora também é bastante indicada para equipamentos novos, pois aumenta a vida útil das máquinas.

Protetivo para o setor agrícola – Além da linha Plasteel, a Quimatic Tapmatic sugere para o período de entressafra nas usinas o uso do Protetivo Agro, uma novidade que protege equipamentos guardados a céu aberto da corrosão causada pela chuva, poeira e sol forte.

Protetivo Agro forma uma película cerosa antiestática mais seca do que outros protetivos disponíveis no mercado, o que ajuda a repelir de maneira mais eficiente a poeira e garante a proteção contra a corrosão por longos períodos, mesmo quando os equipamentos, máquinas e ferramentas são armazenados em ambientes abertos, sujeitos a altas temperaturas ou chuvas fortes.

Como resultado, as usinas conservam o patrimônio e mantêm a produtividade em alta, já que tratores, arados, colheitadeiras, ferramentas e outros implementos conquistam uma vida útil maior e estão sempre prontos para uso.

Plasteel e Protetivo Agro podem ser encontrados em revendas de todo o País.