Canais de Notícia

Economia

Publicada em 09/02/2015

Saldo da semana foi positivo para a soja na bolsa de Chicago

Câmbio com dólar valorizado também contribuiu para melhora nos preços internos.

Da Agrinvestor Intelligence

Os preços da soja no mercado futuro da Bolsa de Chicago fecharam a sexta-feira em baixa, com recuo de até 7 pontos nos vencimentos mais próximos. Na semana, porém, o saldo líquido foi positivo, com o contrato referencial de maio ganhando 13 pontos. O spread entre maio e o contrato referencial da próxima safra norte-americana (novembro) baixou para 20 pontos a favor de maio (era de 22 uma semana antes).

O dia foi de realização de lucros, com o mercado pressionado no dia pela volta da firmeza do dólar lá fora e também pelo avanço da colheita no Brasil e América do Sul. Junto a isso, os investidores buscaram se posicionar ante o próximo relatório mensal do USDA, a ser divulgado nesta terça-feira, para o qual se prevê um ajuste para baixo na projeção dos estoques americanos e também do potencial de produção do Brasil, por consequência das sofridas por estiagens em algumas regiões. Na semana, o saldo positivo se deveu à conjugação da recuperação dos preços do petróleo (ver gráfico) com um saldo líquido de dólar mais fraco nos mercados internacionais de moedas.

No mercado brasileiro de câmbio, o dólar comercial encerrou a sexta-feira com forte valorização superior a 1,2%, cotado a R$ 2,777 na média entre compra e venda. Na semana, houve valorização líquida de 3,3%.

O comportamento de Chicago mas sobretudo o câmbio determinaram uma melhora nos preços internos, com o mercado de referência do porto de Paranaguá terminando a semana com preços nominais a R$ 63,00 por saca (eram de 61,00 uma semana antes).