Canais de Notícia

Economia

Publicada em 03/11/2014

Semana e mês terminam firmes para a soja em Chicago

Mês de outubro foi encerrado com alta de 15%.

Da Agrinvestor Intellligence

Os preços da soja no mercado futuro da Bolsa de Chicago fecharam a sexta-feira com acentuada alta de até 22 pontos. A semana termina também com forte valorização líquida de nada menos que 68 pontos no contrato de novembro e de 62 no de maio, completando um surpreendente mês de outubro que termina com ganhos ainda maiores, de 133 pontos de alta para o contrato novembro, equivalentes a quase 15%.

O mercado teve novamente um dia volátil na sexta-feira, com altos e baixos, mas com ganhos prevalecendo no final. Embora o cenário global seja baixista, diante do grande aumento esperado na produção dos EUA e América do Sul, o mercado vem sendo sustentado pela demanda aquecida e por uma conjuntura temporária de problemas logísticos nos EUA, afetando o escoamento de farelo de soja no mercado interno americano, além da continuidade do atraso no plantio da nova safra brasileira que, embora tenha avançado na semana, permanece em menos da metade do que seria normal para a época.

Outro fator que vem sustentando os preços é a retenção de vendas por parte dos produtores, tanto americanos quanto brasileiros, por conta do aumento havido em seus custos de produção.

No mercado brasileiro de câmbio, o dólar comercial encerrou a sexta-feira com acentuada alta de 2,9%, cotado a R$ 2,479. Na semana, a valorização líquida foi de 0,9%.

A junção de Chicago em alta com dólar mais firme resultou em preços internos também valorizados na sexta-feira nas principais praças de comercialização do pais.