Canais de Notícia

Economia

Publicada em 03/10/2014

Frigoríficos de MS e de outros 7 estados podem exportar para Cuba.

Processo para habilitação para a exportação fica mais simples.

Do Mapa

Frigoríficos de Mato Grosso do Sul e de outros sete estados do país: Tocantins, Rondônia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso e São Paulo, totalizando 23 plantas, foram habilitados pelo Ministério da Agricultura de Cuba (Mirag) a exportar carne bovina para o país.

Além dos frigoríficos de bovinos, o Mirag também autorizou que outras 14 unidades de produtos lácteos e leite em pó, de Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Espírito Santo, também possam vender seus produtos para Cuba.

Outra novidade anunciada pelo Mirag é que o governo de Cuba simplificou o processo para habilitação de plantas de estabelecimentos que poderão exportar para o país. Segundo a Resolução nº 54, de setembro de 2014, agora, o Brasil poderá indicar as plantas, sem que seja necessária uma missão cubana para verificar se o estabelecimento está de acordo com as normas sanitárias estipuladas pelo país. Tudo será realizado com base nas garantias oferecidas pelo serviço sanitário brasileiro.

Essa prática já era adotada desde o ano passado, quando foi publicada a Resolução nº 85, para carne de aves e suína. Agora, valerá também para carne bovina e lácteos. De acordo com o diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (DIPOA), Leandro Feijó, a proposta facilita o comércio e pressupõe maior confiabilidade entre os serviços de inspeção dos dois países.

“A resposta sobre essa simplificação em relação à liberação das plantas de estabelecimentos aptos a exportar para cuba era bastante aguardada pelo setor produtivo”, disse.