Canais de Notícia

Economia

Publicada em 27/08/2014

Produtor de soja deve gastar mais com insumos na próxima safra

Levantamento da CNA aponta incremento no custo de produção da cultura.

Da CNA

Os gastos do produtor de soja com defensivos agrícolas, na safra 2014/2015, serão maiores em comparação com o período anterior, 2013/14. É o que mostra o levantamento feito pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP), em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), no Boletim Ativos de Grãos. O estudo destaca que as despesas com fertilizantes “até apresentaram queda nas principais regiões produtoras, mas, em compensação, os dispêndios do agricultor com defensivos e sementes foram muito maiores, onerando fortemente os custos”.

As maiores altas ocorreram no sudoeste de Goiás, município de Rio Verde, com o produtor gastando 30% mais para adquirir sementes de soja. Ali, a despesa subiu de R$ 196,15/ha, na safra passada, para R$ 225,20/há no biênio 2014/2015. Em relação aos defensivos agrícolas, o aumento de gasto foi de 12,3%, no período.

Os fungicidas, segundo o estudo Cepea/CNA, apresentaram aumento de 16,3% nesta região goiana, ao mesmo tempo em que os herbicidas encareceram 13% e os inseticidas, 11%. Foram os fertilizantes que evitaram que os custos se elevassem ainda mais, registrando queda de preços de 3%, para alívio do sojicultor.

O Cepea/CNA analisou a evolução dos gastos do produtor de soja nas regiões de Cascavel (PR), Carazinho (RS), Rio Verde (GO) e Sorriso (MT). Foram considerados coeficientes técnicos coletado em painéis junto a produtores, técnicos e consultores das áreas produtivas. O algodão foi outra cultura analisada, levando-se em conta as três safras anuais.