Canais de Notícia

Economia

Publicada em 31/07/2014

Leilões vendem 16 armazéns da Cooagri em MS e arrecadam R$ 60,8 mi

Certames foram finalizados nos dias 16 e 29 de julho

Lilianthea Lopes Oliveira Viegas

Um total de R$ 60,8 milhões foram arrecadados nos dois leilões eletrônicos de armazéns e estruturas industriais da Cooperativa Agrícola e Industrial (Cooagri) realizados em julho em Mato Grosso do Sul. Dos 18 lotes colocados à venda, foram arrematados 16 no certame. As duas unidades não comercializadas vão passar por uma reavaliação de valores por parte da Justiça e do liquidante.

A Cooagri está em processo de liquidação judicial deste setembro de 2009. Os leilões, determinados pela 2ª Vara Cível de Dourados foram realizados para levantar recursos que serão utilizados para pagar, pelo menos em parte, a dívida da cooperativa com ex-funcionários, com o fisco, com instituições financeiras e fornecedores, que é de aproximadamente R$ 300 milhões.

De acordo com a empresa responsável pelos leilões, a Canal de Leilões, no primeiro certame, que recebeu propostas até o dia 16 de julho, foram vendidos sete lotes, que totalizaram R$ 23,6 milhões. Já no segundo, que teve uma depreciação de 30% nos valores das unidades, e que recebeu lances até 29 de julho, foram comercializadas nove estruturas, que somaram R$ 37,2 milhões.

Entre os lotes vendidos, o que obteve o maior valor no leilão foi o da unidade de armazenagem de grãos e de produção de ração na rodovia Água Fria, em Maracaju. Avaliada em R$ 17,8 milhões, foi vendida por R$ 12,4 milhões. A unidade de Caarapó, inclusive, foi a mais disputada, recebendo 54 lances.

Não receberam nenhum lance no leilão e deverão ter suas cotações reavaliadas, as estruturas de Aral Moreira e a do distrito de Anhanduí, em Campo Grande.