Canais de Notícia

Economia

Publicada em 13/05/2014

Expogrande 2014 movimenta R$ 594 milhões em negócios

Balanço foi apresentado nesta segunda-feira (12), pela Acrissul.

Da assessoria

A Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) disponibilizou para a imprensa no final da manhã de hoje os números relativos ao movimento financeiro da Expogrande 2014. A 76ª edição da maior feira agropecuária do Centro-Oeste fechou com um crescimento de 93% em relação ao ano de 2013 e movimentou R$ 594,5 milhões. “Com isso registramos o maior volume de negócios da história da Expogrande e passamos a ocupar lugar de destaque entre as grandes feiras nacionais, como Agrishow e Expointer”, comemorou o presidente da entidade, Francisco Maia.

Só em financiamentos bancários a Expogrande fechou negócios envolvendo R$ 556 milhões em créditos, com a participação dos bancos Bradesco, Santander, Caixa Econômica Feral, Sicredi e Banco do Brasil. No ano passado os negócios envolvendo esse segmento ficaram em torno de R$ 268 milhões.

O Banco Bradesco participa da feira há cinco anos e registrou um aumento de 244,9% no volume de negócios nos 11 dias de evento. “Com 1.109 propostas, movimentamos R$ 376 milhões. No nno passado foram 473 propostas com movimentação de R$ 109 milhões”, disse o gerente do stande, Diego Nelli, durante a entrevista coletiva que contou com a presença de outros diretores da Acrissul, expositores e representantes dos bancos.

Mais uma vez os leilões superaram as expectativas dos organizadores, fechando com um crescimento de 17,5% no volume de negócios em relação a 2013, totalizando este ano com R$ 29,02 milhões contra R$ 24,7 do ano passado. “Este ano, apesar de ter havido menos leilões do que no ano passado, houve um incremento no preço do gado de reposição, principalmente”, avalia Francisco Maia. Para ele, também registrou-se um crescimento significativo nas médias do gado de elite e nos leilões de equinos.

Houve uma queda de quase 50% no volume de negócios realizados pelas empresas expositores, “mas em compensação houve um crescimento fantástico nos negócios fechados através de financiamentos bancários, o que compensou qualquer redução”, comparou Maia. “As vendas diretas podem ter caído, mas as vendas financiadas cresceram substancialmente, o que mostra a confiança do produtor no agronegócio, que dá garantias para sustentar essa capacidade de endividamento do setor,” desfechou o ruralista.

Durante o evento Maia aproveitou para anunciar que a partir de 2015 a Expogrande não mais irá promover shows. “O desgaste com o Ministério Público, com o Poder Judiciário e com órgãos públicos é muito grande e desvantajoso”, afirmou Francisco Maia. Segundo ele, ainda, a Acrissul irá propor uma modernização da Expogrande, que passará a ser definitivamente uma feira voltada para negócios,” finalizou.