Canais de Notícia

Economia

Publicada em 05/05/2014

Aneel define nesta terça-feira aumento de energia em MS

Concessionária que atende maior parte do Estado pede aumento de 16,19%.

Da assessoria

Após liminar que barrou o reajuste de energia elétrica em Mato Grosso do Sul, nesta terça-feira (6) o assunto volta em pauta em Brasília. O deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) acompanhará a audiência pública e aposta que a proposta da Enersul de elevação de 16,19% será barrada. “O aumento ficará na casa dos 11%”, arriscou.

A previsão leva em consideração a decisão da presidente Dilma Rousseff de reduzir em R$ 3,9 bilhões o valor para cobrir o déficit da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), em 2014.

A decisão saiu dia 7 de abril, mesma data que a audiência de reajuste da Enersul foi cancelada por conta de prazos que a concessionária não respeitou no processo de discussão do aumento da tarifa.

O deputado viu as irregularidades e conseguiu via liminar suspender a reunião. Após cumprir o calendário, a empresa conseguiu reverter a decisão judicial e a Aneel (Agência de Energia Elétrica) marcou para amanhã a data da nova audiência de reajuste tarifário.

“Ganhamos tempo e, agora, a redução do CDE vai impactar na conta de luz dos sul-mato-grossenses”, defendeu. Para ele, o impacto é de queda de pelo menos cinco pontos percentuais no pleito da Enersul. “Portanto, o aumento médio deverá ficar na casa dos 11%”, reforçou.

Ao mesmo tempo, em outros estados a Aneel concedeu reajuste de até 22,64%. É o caso do Rio de Janeiro. Em São Paulo, a elevação foi de 17,23%; em Minas Gerais, de 14,76% e no Mato Grosso o aumento foi de 13,42%.