Canais de Notícia

Economia

Publicada em 01/05/2014

Desembolsos da Vale no MS chegam US$ 46,6 mi no primeiro trimestre

Os recursos foram destinados, sobretudo, para áreas de minério de ferro e manganês.

Da assessoria

A Vale desembolsou US$ 46,6 milhões no Mato Grosso do Sul nos primeiros três meses do ano, aumento de 83% em relação a igual período do ano anterior. Os recursos foram destinados, sobretudo, para áreas de minério de ferro e manganês.

A produção de minério de ferro na região de Corumbá e Ladário foi de aproximadamente 1,3 milhão de toneladas entre janeiro e março. A Mina MCR produziu 774 mil toneladas, enquanto a Mina Urucum chegou a 511 mil toneladas. A produção de minério de ferro da Vale no Brasil, nos primeiros três meses do ano, chegou a 71 milhões de toneladas (excluindo-se a produção atribuível à Samarco, de 2,4 milhões de toneladas). O volume supera em 9,6% o resultado do primeiro trimestre do ano passado. Este é o melhor resultado da Vale para um primeiro trimestre desde 2008.

Manganês

A produção de minério de manganês na mina de Urucum, usado pela indústria para a fabricação de aço e ferroligas, alcançou recorde histórico de 130 mil toneladas, crescimento de 33% quando comparado a igual período do ano passado. Este crescimento na produção foi resultado de melhorias operacionais implementadas na planta de beneficiamento no quarto trimestre do ano passado. A produção de minério de manganês da Vale no Brasil no período foi de 470 mil toneladas.